Acusado de matar engenheiro é condenado a 20 anos de prisão, em Belém

Edmilson Farias, que está foragido, foi condenado por matar o engenheiro Raimundo Lucier Marques. O crime ocorreu em 2012.

Edmilson Farias, acusado de matar o engenheiro Raimundo Lucier Marques, foi condenado a 20 anos de prisão nesta quinta-feira (30), ocorrido em Belém.

Lucier foi assassinado a tiros em agosto de 2012. O crime ocorreu na avenida Duque de Caxias com travessa Enéas Pinheiro, no bairro do Marco, em Belém. Raimundo Lucier Marques Leal Júnior, de 59 anos, foi surpreendido por um homem ao sair de carro de uma oficina. Ele foi atingido por três tiros, não resistiu e morreu.

Segundo as investigações, o mandante do crime seria o engenheiro químico Carlos Augusto Carvalho. Ele teria planejado a morte de Raimundo Lucier porque estava sendo investigado pela vítima, que fazia parte de uma comissão que apurava irregularidades no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea)

Edmilson Ricardo Farias foi julgado à revelia, quando o réu tem ciência do julgamento, mas não comparece ao tribunal. Na época do crime, ele foi preso, mas está foragido. Das cinco testemunhas previstas, apenas duas de acusação compareceram ao julgamento

O mandado de prisão de Edmilson será enviado à delegacia de captura. O terceiro envolvido no crime, Allan Franklin Ferreira Rego, acusado de dar fuga a Edmilson, foi julgado ano passado e condenado a oito anos e quatro meses de prisão. Ele está em prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica, segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará.

G1/PA

SEM COMENTÁRIO