Notícias

Adepará celebra nesta sexta-feira (9) o Dia do Médico Veterinário

camila-camara-medica-veterinaria-de-conceicao-do-araguaiaNesta sexta-feira (09), comemora-se em todo o Brasil o Dia do Médico Veterinário. A data foi instituída em 1933, com a publicação do decreto que normatizou a atuação e o ensino da profissão, ainda no governo de Getúlio Vargas. Mais de 80 anos depois, a área se consolidou, desenvolveu e hoje desempenha papel fundamental na sociedade brasileira, seja no âmbito social, ambiental ou econômico.

Para atuar na área, é preciso graduação em Medicina Veterinária, que tem duração de cinco anos. Atualmente, duas universidades federais oferecem o curso no Estado. A Universidade Federal do Pará (UFPA) possui uma avaliação nota quatro – sendo que o máximo é cinco – o que a coloca entre as melhores do país, assim como a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), que também está entre as melhores do Brasil, com nota três.

13680779_245940122459175_3338686785062737617_n“O Pará possui hoje um corpo docente muito capacitado, que está, sem dúvida, entre os melhores do país. Além disso, também conta com laboratórios universitários que permitem aos estudantes uma formação prática e técnica que são muito importantes, além de permitir uma vivência das mais diversas áreas de atuação da medicina veterinária, encaminhando melhor o graduando durante a formação”, afirma a coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Ufra, Ana Silvia Ribeiro.

13178012_211896035863584_7568881261683605632_nAtualmente, o Brasil é o país com o maior número de médicos veterinários do mundo, com mais de 100 mil profissionais. Desse total, a região Norte conta com cerca de dez mil profissionais registrados, atuando nas mais diversas áreas, como explica o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Pará, Brito Landislau: “a medicina veterinária tem uma área de atuação extremamente ampla. Você tem a possibilidade de trabalhar com animais domésticos, silvestres, de laboratórios… Mas, muito além do papel, importantíssimo, vale ressaltar, de médico de animais, o médico veterinário também possui um papel de destaque para a manutenção da saúde pública, assim como para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atua”.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 75% das doenças que estão presentes entre à população, hoje, têm origem animal. A atuação do médico veterinário é determinante no combate a muitas delas. Esse trabalho passa, por exemplo, por garantir a saúde dos animais e segurança dos produtos de origem animal que consumimos, acompanhando desde a origem, passando pela criação, transporte até a industrialização.

foto-sumayaNo Pará, o órgão responsável por esse trabalho é a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), que mantém em seu quadro de servidores um dos maiores contingentes de médicos veterinários do Estado. O diretor geral do órgão, Luciano Guedes, que também é médico veterinário, destaca que o setor agropecuário se apresenta, hoje, como uma grande oportunidade de atuação para a área. “O agronegócio é um segmento que cresce em todo o mundo e, nesse cenário, a tendência é de que o Pará ganhe cada vez mais destaque e se firme como uma potência agropecuária, não só no Brasil, mas em nível mundial. E a medicina veterinária tem uma importância fundamental para esse crescimento, garantindo a saúde e certificando a qualidade desses produtos”, afirma.

Clácio Witeck, que é médico veterinário e atua como gerente da Adepará no município de Tucumã, destaca também o papel econômico do médico veterinário. “Nesse momento em que o país se prepara para sair da crise econômica, as exportações de produtos de origem animal ganham destaque. Na balança comercial, a figura do veterinário está cada vez mais presente e necessária para que esses produtos cheguem à mesa do consumidor nacional e internacional com qualidade e confiança”, pontua.

Ascom Adepará

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo