Polícia

Adiada a audiência dos monstros acusados da chacina do assentamento Estiva

12806126_758353820933014_3812914832136004660_nFoi adiada para quinta-feira (17/03) a audiência dos dois irmãos Dione e Tonho acusados de matar seis pessoas de uma mesma família, incluindo crianças, que ocorreu no dia 17 de fevereiro do ano passado, na invasão da fazenda Estiva, no município de Conceição do Araguaia, na divisa com o município de Redenção.

A audiência – e não júri como chegou a ser noticiado – estava marcada para esta segunda-feira (07/03), no Fórum de Justiça de Conceição do Araguaia. O adiamento ocorreu devido a ausência do Defensor Público.

A CHACINA: A chacina ocorreu na madrugada de terça-feira (17/02/2015), na colônia Estiva. Dione e Tonho, que residiam no assentamento, foram contratado pelo antigo assentado, que detinha o direito da terra, foram até ao barraco, amarram toda a família e a conduziu para à margem do rio Estiva, e lá mataram todos usando foices. Os assassinos ainda cortaram as gargantas e as barrigas das vítimas, depois as jogaram dentro do rio. Segundo a polícia, Oziel Moura é suspeito de ser o mandante do crime.

AS VÍTIMAS: Washington Muniz, sua esposa Leidiane, os filhos Júlio César, 15 anos, Wesley, 9 anos, e Sâmia, 13 anos, e também um sobrinho Mateus Soares, 15 anos.

(Com informações de Nildo Monteiro)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo