Protesto

Advogado faz greve de fome e pede a saída do juiz de Xinguara

Dr. Rivelino Zarpelon Advogado
Dr. Rivelino Zarpelon Advogado

O advogado Dr. Rivelino Zarpelon, atual Juiz do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/Pará, iniciou na manhã dessa terça-feira 08 de abril, uma greve de fome em protesto contra o Exm°. Sr°. Dr°.  Juiz de Direito de Xinguara José Adimilson Gomes Pereira. O advogado está na frente do Fórum, ele só está tomando água e mais nada, segundo ele só vai sair da greve depois que tiver uma resposta das autoridades. Para o advogado a gota d’água de tudo que está acontecendo foi pelo Juiz Dr. José Adimilson, estar prejudicando centenas de trabalhadores em Água Azul do Norte, funcionários públicos daquele município, que até hoje estão sem receber o salário do mês de dezembro de 2013 e o décimo terceiro.

Dr. Rivelino Zarpelon em entrevista a Repórter Vânia Cardoso da TV Record Xinguara
Dr. Rivelino Zarpelon em entrevista a Repórter Vânia Cardoso da TV Record Xinguara

RIVELINO ZARPELON: “Mas eu venho demonstrando a minha insatisfação com esse juiz, pelo conjunto da obra, ele tem maltratado os advogados, existem vários pedidos de desagravo na OAB, de advogados que foram maltratados por este magistrado, esse Juiz recebe os advogados em sua sala com uma pistola na mão, esse Juiz coloca um policial armado na porta da sua sala, para impedir a entrada dos advogados, ferindo de morte o estatuto da advocacia e da OAB”. Disse o Dr. Rivelino Zarpelon.

Rivelino disse ainda, que o advogado tem livre acesso em qualquer repartição publica onde existam processos seja ele judicial ou administrativo, ele tem que ver o lado dessa prerrogativa do advogado. Segundo o Dr. Rivelino Zarpelon, que é publico e notório que o Juiz Dr. José Adimilson, cria a dificuldade e depois vende a facilidade, com a criação das dificuldades as pessoas chegam e oferecem benéfica, ai ele coloca preços em sentencias. O advogado em greve deu como exemplo as matérias que estão no CNJ, onde o magistrado é citado, são varias essas matérias em vários sites, inclusive no G1, a mesma pratica é usada em Xingura. Afirmou Dr. Rivelino.

Momento em que Rivelino Zarpelon falava ao vivo com a Rádio Berokam de Rio Maria
Momento em que Rivelino Zarpelon falava ao vivo com a Rádio Berokam de Rio Maria

RIVELINO ZARPELON: “A frase que eu estou usando aqui é a mesma que o CNJ já usou, é um mercador de sentencia, então imagina um Juiz que tem a função de distribuir a justiça, ele começa a vender sentencia, a direcionar a justiça a determinados grupos sociais, começa a direcionar processos e sentencias para determinado grupo de advogados, um grupo muito pequeno de advogados, enquanto a maioria dos advogados encontra dificuldades, estão sendo maltratados, sendo recebidos com arma em punho, arma em cima da mesa, com gritos, o juiz mostra total desequilíbrio, ele é um risco para a sociedade, porque ele é desequilibrado e anda armado, então ele é um risco, ele pode ferir um cidadão, pode ferir um advogado, eu alertei a OAB sobre a possibilidade desse juiz ferir um advogado em sala de audiência ou em qualquer outro lugar”.

REPÓRTER: Sabemos que o senhor não pode falar sobre caso especifico, mas essa pratica de facilitação de sentencias acontece aqui em Xinguara?

RIVELINO ZARPELON: “Acontece corriqueiramente, cotidianamente, agente já entra sabendo quem vai ganhar o processo, então a justiça virou uma feirinha, uma banca de venda de produto, o processo só anda aqueles que ele quer aqueles processos dos advogados que é dele, da parte que já negociou com ele, tem gente ai de caso importante que estava preso e verbalizou, olha amanhã eu estou solto já paguei e no outro dia estava solto mesmo, e isso tem que ser investigado, isso é vergonhoso”. Palavras do advogado em greve de fome.

REPÓRTER: Qual o objetivo do protesto em forma de greve de fome?

RIVELINO ZARPELON: “Eu quero o afastamento do Juiz de Direito de Xinguara José Adimilson Gomes Pereira, porque ele não tem condições, não um processo ou por outro, mas pelo conjunto da obra e por todas as pratica irregulares que ele vem fazendo aqui, incompatível com o cargo de magistrado, de juiz que ele exerce, isso que eu quero o afastamento, tá escrito ali na faixa, FORA MERCADOR DE SENTENCIA, é isso que eu quero é esse meu objetivo”.

REPÓRTER: A quem já foi comunicado essa situação toda?

RIVELINO ZARPELON: “Olha eu comuniquei a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil local, OAB – Ordem dos Advogados do Brasil da Seção Pará, eu comuniquei a Comissão de Direitos Humanos da OAB, foi comunicado também a Sociedade Paraense de Defesa dos direitos Humanos, comuniquei o Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, que é um programa que eu sou cliente, estou incluído nele por causa da ameaça de morte que eu sofre na época do processo da Drª. Rita Helena que foi aposentada compulsoriamente, sendo punida com a perca do cargo de juíza e expulsão da magistratura, foram essa comunicações feitas por mim”. Já tenho noticias de que essa informação já chegou à presidência do Tribunal, inclusive eu tenho informações de que esse ato já chegou ao conhecimento de alguns membros do Conselho Nacional de Justiça.

REPÓRTER: Qual a posição da OAB sobre a ação do Dr. Rivelino?

RIVELINO ZARPELON: A OAB, ponderou comigo em vários pontos e em relação desse meu ato, obviamente tentou me demove-lo da ideia por algum momento, mais assim que viu que não conseguiria, vendo que eu estava determinado a fazer essa greve a partir dai começou a mim dar apoio, tem me acompanhado e tem sido importante para mim esse apoio. Eu sabia que iria começar essa greve de fome hoje às 08 horas da manhã, mas não sei quanto tempo vai durar, vou ficar até quando tiver uma resposta das autoridades.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo