Notícias

Audiência pública debate desenvolvimento econômico de Marabá e região

A Câmara Municipal de Marabá (CMM), com o apoio da prefeitura e da Associação Comercial e Industrial (Acim), realiza nesta sexta-feira (11), audiência pública para discutir o desenvolvimento socioeconômico de Marabá e região. O evento, que começa às 9h no plenário do Legislativo, é organizado pela Comissão Especial de Desenvolvimento da CMM e deve contar com a participação de deputados federais e senadores que compõem a bancada do Pará no Congresso Nacional.

Além dos parlamentares federais, participam do evento o secretário de Desenvolvimento Econômico do Pará, Adnan Demachki; representantes do governo federal; prefeitos e lideranças regionais; empresários; e entidades que representam segmentos diversos da população.

O debate deve girar em torno de temas sensíveis para a região, como a siderurgia, Hidrelétrica de Marabá, Hidrovia Araguaia-Tocantins, reativação do Distrito Industrial (DIM), Ferrovia Paraense (Fepasa), revitalização das rodovias federais que cortam a região (BR-230, BR-222 e BR-155), Porto Público de Marabá e Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

O objetivo é discutir o desenvolvimento econômico regional, com foco na implantação de novos empreendimentos que impulsionem a economia, gerando emprego e renda para a população de Marabá e demais municípios.

A Comissão Especial de Desenvolvimento da Câmara é formada pelos vereadores Irismar Melo (PR), presidente; Gilson Dias (PC do B), secretário; Cristina Mutran (PMDB), Marcelo Alves (PT), Ronisteu Araújo (PTB) e Priscila Veloso (PTB). O grupo passou os últimos dias trabalhando na preparação da audiência e a expectativa é de grande participação popular, já que o assunto interessa ao conjunto da sociedade.

De acordo com os vereadores, ao promover a audiência, a intenção é mostrar as grandes potencialidades e possibilidades para a atração de novos empreendimentos e a existência de viabilidade econômica para projetos diversos dentro da extensa cadeia produtiva do sul e sudeste do Pará. Da audiência, esperam, deve sair o que chamam de “agenda proativa”, com as ações que precisam ser trabalhados pela bancada federal paraense, governo do Estado e deputados estaduais, em conjunto com as forças políticas e empresariais de Marabá e região.

Fonte: João Carlos Rodrigues

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo