Polícia

Avião faz pouso forçado no sudeste do Pará e CENIPA investiga as causas que levou a Aeronave realizar pouso inesperado

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Xinguara

Na manhã da última segunda-feira, 11, um Avião de pequeno porte foi obrigado a fazer um pouso forçado no sudeste do estado do Pará. Segundo a documentação da aeronave de modelo 208, Cessna, série 206182, aponta que o avião pertence à empresa agrícola Santos Dumont LTDA.

A Aeronave que havia sido deixada no hangar do Aeroporto de Xinguara no dia 26 de março, ao decolar na manhã da última segunda-feira, 11, apresentou uma pane minutos depois da decolagem e foi obrigada a retornar para a pista, no pouso de emergência o piloto não conseguiu aterrissar de forma segura e perdeu o controle da aeronave que foi parar em cima de uma cerca de arame na lateral da pista.

Após o poso forçado a aeronave foi abandonada no local. A informação de populares de que estavam a bordo do avião o piloto e três tripulante, segundo as informações, uma caminhonete chegou logo em seguida e resgatou os quatro homens, desde então eles não foram mais vistos.

O caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil de Xinguara, que passou a trabalhar na investigação, para tentar esclarecer as causas que levou o piloto fazer o pouso de emergência e abandonar a aeronave no local. O delegado José Orimaldo Farias, responsável pela delegacia da Polícia Civil de Xinguara, disse a imprensa que, “ao tomar conhecimento do ocorrido na manhã de segunda-feira, nos deslocamos para a pista do Aeroporto aqui do município e ao chegarmos ao local constatamos a veracidade da informação, a aeronave estava com as portas abertas, então passamos a verificar todos os detalhes, ouvimos um funcionário do hangar, que em seu depoimento disse que a aeronave pousou no Aeroporto no dia 26 de março, o piloto pediu para guardar o avião no hangar, pois voltaria no seguinte para busca-lo, mas que não voltou no dia combinado e só apareceu no dia 11 de abril, acompanhado de outras três pessoas, sendo dois mecânico”, afirmou.

O funcionário do Aeroporto afirmou também a Polícia que, após os reparos feitos pelos mecânicos, os quatro entraram no avião para irem embora, mais logo em seguida a decolagem, retornaram para pousar, o piloto foi obrigado a fazer o pouso forçado e perdeu o controle da aeronave que bateu com a asa na cerca de arame. Em seguida deixaram o local, abandonando o avião.

Segundo José Orimaldo, foi feito contato com a Aeronáutica que é responsável por esse tipo de situação, o Comando da Aeronáutica enviou uma equipe da CENIPA – Centro de Investigação e Prevenção de Acidente Aeronáutico, sob o comando do capitão Leonardo Estevan para realizar o trabalho pericial na aeronave. Nossa reportagem acompanhou o trabalho da equipe do capitão que, preferiu não falar com a imprensa. A Polícia Civil vai continuar as investigações para descobrir quem eram as pessoas envolvidas nesse caso e quais foram os motivos que levaram essas pessoas a abandonarem a aeronave.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo