Bacharel em Direito que agrediu a mãe em São Luís foi preso nesta de sexta-feira (26)

elisio-e1495796212591-300x300De acordo com informações repassadas pelo secretário estadual de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves (PT), a delegada do Idoso, Igliana Freitas, já pediu medidas protetivas para a idosa agredida pelo filho, Roberto Elísio. A senhora identificada por Joseth foi agredida verbalmente e fisicamente pelo bacharel em direito que foi filmado, provavelmente pela esposa.

As medidas protetivas para a idosa deve ser expedida pela juíza Oriana Gomes, responsável pela Vara 8ª Cível que acolhe os casos dos idosos. Nesta manhã de sexta-feira (26), ainda deve ser expedido o pedido de prisão que deve ser feito pelo promotor do Idoso, José Cutrim, que deve com o apoio da Presidente do CMDI – Conselho Municipal de Direitos do Idoso, Sofia Ferreira.

Francisco Gonçalves ainda contou que a Sedihpop, através da Coordenadoria de Proteção do Idoso, está acompanhando o caso. Ações sendo tomadas nas esferas jurídicas, policiais e sociais para proteger a idosa.

Em entrevista a rádio Mirante AM, Roberto Elísio: “Me arrependo de não ter me tratado antes. A pessoa nunca quer admitir que está doente. Eu não agrido minha mãe. A minha mãe é tudo pra mim. Eu não tenho mais pai. Eu cuido da minha mãe durante todos esses anos. Eu larguei tudo, eu larguei minha vida, eu larguei de trabalhar para cuidar dela”, declarou.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA