Banco do Brasil é condenado a pagar indenização à cliente por danos morais

Foto: Gesiel Teixeira
Roserval Ramos e seu advogado Ribamar Gonçalves, com a copia da decisão judicial
Roserval Ramos e seu advogado Ribamar Gonçalves, com a copia da decisão judicial

A demora no atendimento bancário em Xinguara, que há muito tempo tem revoltado clientes, gerou decisão judicial por danos morais em favor do jornalista Roserval Ramos, nesta quarta-feira, 17.

Após ter vivido o transtorno de ter de esperar por um longo tempo na fila, o cliente reuniu elementos que comprovaram o descumprimento legal, que determina aos bancos atenderem os clientes em no máximo trinta minutos, após o recebimento da senha. Nesse caso, conforme consta nos autos do processo, pelo descumprimento da lei, o cliente justificou que houve danos morais, o que foi acatado pelo juiz.

A decisão, proferida pelo juiz de Direito Danilo Alves Fernandes, foi julgada à revelia por não ter tido a presença de nenhum representante do Banco do Brasil de Xinguara, agência condenada.

Da decisão, que cabe recurso em instância superior, foi arbitrado pelo magistrado o valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

Ribamar Gonçalves Pinheiro, advogado que representou Roserval, diz que, “casos como este precisam servir de exemplo para que os bancos, que lucram vultuosos valores com as taxas cobradas pelos serviços, melhorem no atendimento”, ponderou.

Nº Processo: 0007033-88.2014.8.14.0065