Câmara Municipal de Xinguara aprova resolução e população reage negativamente

Resolução que aprova diárias para vereadores se deslocarem aos distritos deve ser revogada

Legislar em causa própria traz consequências diante da realidade em que o país tem passado, deixa a população indignada e provoca reações que geram críticas e descontentamento com a classe política.

Neste início de ano, a Câmara municipal de vereadores de Xinguara aprovou uma resolução concedendo diárias para que os próprios vereadores usufruam do dinheiro público.

A resolução 172, colocada em votação pelo recém empossado presidente, Dorismar Altino, o Dito do Cinema, do PSDB, e aprovada, veio ao conhecimento público por meio das redes sociais e uma enxurrada de manifestações contrárias ao “benefício” foram levantadas.

Até existem aqueles que chegam a concordar com ressalvas. Mas a maioria critica a resolução, por entender que os vereadores gerariam despesas desnecessárias se valendo das diárias, sendo os mesmos eleitos para representar todo o município.

Dito está em viagem, por isso não foi possível falar com ele sobre o assunto. O presidente em exercício, vereador Roberto da Yamaha, (PR), falou em entrevista a nossa reportagem, que se tratou de um equívoco a aprovação das diárias, considerando, no entendimento dele um ato falho, já que por questão de necessidades, a intenção é possibilitar ao vereador que reside em qualquer dos distritos ter a ajuda de custo para dar condições de estar presente nos trabalhos da Câmara.

“Quero afirmar que meu entendimento e minha intenção, ao votar pela aprovação desta resolução, era de fazer justiça ao dar ao vereador que mora no distrito, para ele representar a população da sua localidade, já que as cobranças são constantes e é ele quem recebe as demandas na sua casa”.

-MATÉRIA CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE-

Ao ser indagado sobre se haveria alguma possibilidade de manter a decisão da Câmara, no que diz respeito a pagar diárias aos vereadores, Roberto foi enfático ao dizer que “vamos rever, pois não podemos ir contra aquilo que foge ao princípio da moralidade, nesse caso, gerar ônus para que a população arque com tais despesas não me parece coerente”, disse.

Conforme apurado pelo site Roserval Ramos, dentre os vereadores que usaram diária para se ausentarem do município, principalmente para viagens a Belém e Brasília, o vereador Roberto da Yamaha foi um dos que menos solicitou, não necessitando de inúmeras idas para conseguir recursos para o município, pelo contrário, por sua boa relação com lideranças estaduais e na Câmara Federal, garantindo emendas que atenderão necessidades do município.

Texto: Roserval Ramos e Antonio Guimarães

SEM COMENTÁRIO