Carlo Iavé é o segundo prefeito que morre no exercício do mandato

Carlo Iavé Araújo Furtado (MDB), estava internado em um hospital particular na cidade de Palmas-TO, fazendo tratamento da COVID 19, e faleceu por volta das 21:00hs, de quarta-feira, 26, após sofrer uma parada cardíaca. Carlo Iavé e a sua esposa Vilma Warkting, contraíram o Novo Coronavírus na cidade de Redenção e estavam internados na mesma unidade de saúde tratando da Covid-19. Os médicos fizeram tudo que era para ser feito mas não conseguiram reanima-lo.

Carlo Iavé era natural de Itaiópolis (SC), e chegou a Redenção com sua família na década de 80, onde se destacou como empresário. Foi eleito prefeito daquele município em 2016 com 53,86% dos votos válidos (23.428 votos).

O corpo do prefeito Iavé será cremado na cidade de Araguaína – TO, nesta quinta-feira, 27. Após a cremação as cinzas será entregue aos familiares que irão levar para a cidade de Redenção. Segundo informações, na sexta-feira, 28, será realizado um cortejo simbólico em forma de despedida dos familiares e amigos de Carlos Iavé.

Foi decretado em Redenção pelo prefeito interino Marcelo Borges, luto oficial por três dias. Na calçada do prédio onde funciona a Prefeitura Municipal, um espaço está sendo preparado, para receber as homenagens por parte de familiares, amigos, servidores e populares.

Carlo Iavé Araújo nasceu no dia 9 de Junho de 1961 em Itaiópolis – SC. Era casado com Vilma Warkentin e era pai de cinco filhos e avô de seis netos. Chegou para a cidade de Redenção no ano de 1984. Nas eleições de 2012, Iavé concorreu ao cargo e foi eleito como vice-prefeito do então prefeito Vanderlei Coimbra, que morreu vítima de acidente um ano antes de terminar o mandato. Com a morte de Vanderlei, Iavé assumiu a prefeitura no inicio do ano de 2016, e foi eleito prefeito de Redenção nas eleições munipais que aconteceu no mesmo ano. Mas como Vanderlei Coimbra, Carlos Iavé não concluiu o mandato, pois perdeu a vida para a COVID-19.

Com informações de Edmar Brito e Otavio Araújo