Brasil & Mundo

Chuva interdita Transamazônica e deixa famílias desabrigadas

Foram mais de 10 horas de chuva intensa na madrugada de domingo, 2.
Transamazônica transbordou e ficou três horas interditada.

Transamazônica virou um rio durante enxurrada. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)
Transamazônica virou um rio durante enxurrada. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)

As fortes chuvas que caem na região Transamazônica têm causado prejuízos e danos aos moradores que vivem em área considerada de risco. Na cidade de Medicilândia, que fica a 90 km de Altamira, região sudoeste do Pará, cerca de cem famílias estão desabrigadas desde a madrugada de domingo (2).

O município de Medicilândia não dispõe de Corpo de Bombeiros e nem de Defesa Civil, o que acabou dificultado o resgate dos atingidos. As famílias desabrigadas foram encaminhadas para a Escola Municipal Francisca Gomes. “Montamos uma força tarefa envolvendo várias secretarias para atender essas famílias, que foram pegas de surpresa pela enchente inesperada”, afirmou Nilson Daniel, prefeito de Medicilândia.

Famílias desabrigadas foram resgatadas em canoas. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)
Famílias desabrigadas foram resgatadas em canoas. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)

De acordo com assessoria da prefeitura local, as famílias foram atingidas pelas águas do Igarapé Surubim, que corta a cidade, e tiveram que deixar suas residências às pressas. Para retirar as famílias foi necessário contar com ajudar de populares que cederam embarcações e veículos.

“Assim que eu vi a situação de desespero das pessoas, peguei minha voadeira e mandei meus funcionários ajudarem no socorro para que ninguém morresse alagado”, disse o comerciante Eriedes Reis.

Casas ficaram debaixo da água em Medicilândia. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)
Casas ficaram debaixo da água em Medicilândia. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)

Segundo o empresário Jeomar Góis, a enchente que atingiu a cidade nesta segunda-feira (3), foi a maior de toda a história do município. “Moro desde 1970 nesta cidade e nunca vi uma enchente como essa”, frisou o empresário.

A chuva, que durou mais de 10 horas, também alagou travessões da zona rural do município. No Km 95 Sul, a ponte da barragem que dá acesso ao prédio da Usina Abraham Lincoln foi levada pela enxurrada, deixando dezenas de agricultores ilhados. Já na BR-230, a rodovia Transamazônica, a água tomou a estrada e passou por cima de várias pontes. Um dos pontos mais críticos foi na ponte do igarapé Penetecal, que  fica no Km 65 sentido Brasil Novo-Medicilândia. A força da enxurrada deixou a rodovia interditada por mais de três horas.

Igarapé Surubim transbordou após chuva intensa que durou mais de 10 horas. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)
Igarapé Surubim transbordou após chuva intensa que durou mais de 10 horas. (Foto: Wilson Soares/ TV Liberal)

De acordo com a base de meteorologia que fica em Altamira, só no início desta semana, choveu cerca de 180 milímetros de água, o equivalente a dois meses de chuvas normais na região e a previsão é de mais chuva nesses próximos dias. (G1 Pará).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo