NotíciasPolíciaPolítica

Coletiva de Imprensa: Delegado confirma a prisão de três suspeitos na morte do prefeito de Tucuruí Jones William

Agora a pouco foi realizada uma coletiva de imprensa na cidade de Tucuruí, sudeste paraense, referente a operação que investiga a morte do prefeito Jones William, executado em julho deste ano no município.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, que deslocou cerca de 50 policiais para a região, o atual prefeito do município, Arthur Brito, que assumiu o cargo após a morte de Jones, foi notificado e compareceu espontaneamente a superintendência de polícia de Tucuruí para ser ouvido. Segundo o delegado, não existe mandado de prisão contra o gestor municipal nem para a sua mãe e irmão.

Durante a operação foram realizadas três prisões temporárias de supostos envolvidos no planejamento do crime: Paulo Ricardo Rodrigues Vieira, que teria indicado a localização do prefeito no dia do crime, preso em Novo Repartimento; o empresário, Marlon Frank Pozzebon, acusado de participação no planejamento da morte do prefeito  e Genival de Oliveira que teria fornecido  drogas a Bruno Marcos de Oliveira,  assassino confesso do prefeito. Além das prisões foram executados 12 mandados de busca e apreensão em diferentes locais da região e 8 pessoas conduzidas para prestar depoimentos.

Quanto aos assassinatos ocorridos após a morte de Jones, na região, como a morte do fazendeiro José David de Lucas, de 76 anos, o delegado afirmou não poder descartar e nem afirmar a ligação com o crime, mas que estão sendo investigados e serão elucidados.

De acordo com Rilmar Firmino, o próximo passo será analisar os documentos e objetos apreendidos na busca e assim avançar no caso para chegar a elucidação do crime e ao mentor intelectual da morte do prefeito Jones.

Conexão Pará

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar