Greve

Com a tentativa de conciliação frustrada a greve dos professores continua em Xinguara

Aquilo que era expectativa de que a greve dos professores da rede pública de Xinguara acabasse, ficou mesmo em expectativas.

Todo otimismo de que os professores em greve voltassem ao trabalha, foi criado em torno de uma reunião entre Governo Municipal, Coordenação Estadual e Regional do SINTEP, Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará e Ministério Público, que aconteceu na tarde da última quinta-feira 29 de maio, onde seriam discutidos vários pontos da pauta da greve. Mas segundo o coordenador regional do Sintepp, Janesley de Siqueira Barsanulfo, do esperado nada aconteceu e a greve continua.

Em entrevista Janesley disse que a reunião serviu apenas para que o Promotor de Justiça informasse aos profissionais em educação do movimento grevista, que não iria voltar atrás em suas recomendações e que a Recomendação transcrita por ele ia continuar, segundo Janesley, o Promotor disse que tem certeza de que após o julgamento do TJEPA – Tribunal de Justiça do Estado do Pará, a greve vais ser considerada como abusiva. “Mesmo sendo dada como abusiva, temos nossos direitos, estamos amparados pela lei de greve, onde judicialmente ela é legal, qualquer orientação contraria a isso, ai sim, cabem recomendações, mais não nesse intervalo”. disse o representante da classe.

O coordenador desse que o Sindicato lamenta, mas diz também que é preciso garantir a integridade dos profissionais, com salario, alimentação e medicamentos e tudo depende da remuneração salarial. Ficamos surpresos quando o Promotor disse que vai fazer uma adequação em sua Recomendação, autorizando o pagamento da metade do salario dos grevistas, o que não garante a saúde e alimentação dos profissionais. Afirmou janesley.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo