Concurso PM TO 2018: Saiu o edital com 1.040 vagas, Salários de até R$ 8.382,10

Edital conta com 1.040 oportunidades para Soldado e Oficiais; AOCP é a organizadora

Saiu o edital de concurso da Polícia Militar do Estado do Tocantins. De acordo com o documento publicado pela organizadora do concurso, a Assessoria em Organização em Concursos Públicos – AOCP, serão oferecidas nada menos que 1.040 vagas, sendo 1.000 para Soldado (900 Masculino e 100 Feminino) e 40 para Oficias (36 Masculino e 04 Feminino).

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Edvan Jesus Silva, ressaltou o desejo de realizar todas as etapas na maior brevidade possível, mas com transparência e respeitando os prazos legais. “A ideia é concluir uma fase e iniciar a outra imediatamente, para que ainda este ano possamos ter todos esses profissionais integrando os quadros da Polícia Militar, e fortalecermos ainda mais a segurança em nosso Estado, como deseja o governador Marcelo Miranda”.

O representante da AOCP, Wesley Faria, disse que o concurso da PM é bastante atrativo, principalmente em virtude da remuneração dos profissionais da corporação, que está entre as melhores do Brasil, e a expectativa é de mais 40 mil inscritos.

Requisitos Concurso PM TO 2018

Para ingresso no Curso de Formação de Oficiais, o candidato deverá atender os seguintes requisitos: a) aprovação em todas as etapas do concurso público e classificação dentro do número de vagas estabelecido neste Edital; c) Idade mínima de 18 anos, no ato da inclusão na Corporação; d) Idade máxima, no ato da inscrição no concurso público, de 30 anos; e) Altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino; f) Conclusão do Ensino Superior (comprovada no ato do ingresso na Corporação); g) Idoneidade moral, comprovada mediante apresentação de certidões policial e judicial, na forma prevista em Edital; h) Comprovação negativa de sentença condenatória, transitada em julgado, em âmbito penal, penal militar e eleitoral; i) Estar em dia com as obrigações eleitorais; j) Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar; k) Pleno exercício dos direitos políticos; l) Compatibilização para nova investidura em cargo público; m) Não ser ex-aluno ou ex-agente público, civil ou militar, desligado, demitido ou exonerado por incompatibilidade ou motivo disciplinar, em qualquer Unidade da Federação; Procedimento irrepreensível e idoneidade moral ilibada, avaliados segundo legislação vigente na Corporação e outras normas editadas pelo Comandante-Geral da PMTO.

Para ingresso no Curso de Formação de Soldados, o candidato deverá atender; a) aprovação em todas as etapas do concurso público e classificação dentro do número de vagas estabelecido neste Edital; b) Nacionalidade brasileira; c) Idade mínima de 18 anos, no ato da inclusão na Corporação; d) Idade máxima, no ato da inscrição no concurso público, de 30 anos; e) Altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino; f) Conclusão do Ensino Médio (comprovado no ato do ingresso na Corporação); g) Idoneidade moral, comprovada mediante apresentação de certidões policial e judicial, na forma prevista em Edital; h) Comprovação negativa de sentença condenatória, transitada em julgado, em âmbito penal, penal militar e eleitoral; i) Estar em dia com as obrigações eleitorais; j) Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar; k) Pleno exercício dos direitos políticos; l) Compatibilização para nova investidura em cargo público; m) Não ser ex-aluno ou ex-agente público, civil ou militar, desligado, demitido ou exonerado por incompatibilidade ou motivo disciplinar; n) Procedimento irrepreensível e idoneidade moral ilibada, avaliados segundo legislação vigente na Corporação e outras normas editadas pelo Comandante – Geral  da PMTO. o) Carteira Nacional de Habilitação – CNH, permissão válida para dirigir ou comprovante de aprovação junto ao Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, no mínimo na categoria “B”.

Salários e Benefícios do Concurso PM TO 2018

Oficiais: Durante o período de formação, o subsídio do Cadete I, em valores vigentes, é de R$ 4.499,52 (quatro mil quatrocentos e noventa e nove reais e cinquenta e dois centavos). O Cadete que obtiver aprovação no CFO será declarado Aspirante a Oficial, permanecendo nesta graduação por um período mínimo de 6 (seis) meses (interstício). O subsídio do Aspirante a Oficial, em valores vigentes, é de R$ 8.382,10 (oito mil trezentos e oitenta e dois reais e dez centavos).

Soldado: Durante o período de formação, o subsídio do Aluno Soldado, em valores vigentes, é de R$ 2.215,10 (Dois mil, duzentos e quinze e setenta e cinco centavos). O Aluno-Soldado que obtiver aprovação no Curso de Formação, será promovido ao Cargo de Soldado do QPPM da Polícia Militar do Tocantins, com remuneração prevista de R$ 4.455,46 (quatro mil, quatrocentos e cinquenta e cinco reais e quarenta e seis centavos).

Sobre os cargos do Concurso PM TO 2018

SOLDADO

São atribuições do cargo de Soldado: Cumprir os planos, normas e ordens emanadas do escalão superior; demonstrar equilíbrio emocional na atuação como servidor militar; atuar na atividade de policiamento ostensivo, nas suas mais diversas modalidades; demonstrar capacidade de trabalho em equipe com responsabilidade, lealdade e bom senso; atuar com disciplina, honestidade, sociabilidade e senso de organização; dirigir viaturas policiais; executar outros encargos e atividades de interesse da Corporação. O Soldado desempenhará essencialmente atividade de execução, para tanto, o Aluno – Soldado, durante o curso de formação, será preparado para a execução das atividades de policiamento ostensivo geral nos seus diversos tipos, processos e modalidades.

No decorrer da realização do curso, o Aluno Soldado estará sujeito às leis, normas e regulamentos que regem a Polícia Militar, além daquelas vigentes no Estabelecimento de Ensino em que vier a ser matriculado. A jornada de trabalho, durante toda a formação e carreira na PMTO, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Dado ao regime de dedicação exclusiva exigido dos policiais militares e consistindo a profissão policial militar em serviço voluntário, não será admitida qualquer excepcionalidade ao exercício da função por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. Findo o interstício referido no item anterior, e havendo vagas no respectivo Quadro, o militar passará a concorrer ao primeiro posto do Oficialato previsto na legislação vigente, iniciando-se, então, a carreira no círculo de Oficiais da PMTO podendo galgar ao posto de Coronel do Quadro de Oficiais da Polícia Militar – QOPM.

Após conclusão e aprovação no Curso de Formação de Soldado, será oportunizada ao formando, por ordem de classificação no Curso de Formação e de acordo com o número de vagas existentes, a opção pela Unidade em que deseja servir, conforme previsão da Diretoria de Gestão Profissional.

Depois de concluir o Curso de Formação de Soldado e promovido ao cargo de Soldado do QPPM, os novos Policiais Militares serão apresentados na sede das respectivas Unidades, conforme opção feita pelo aluno, e permanecerá obrigatoriamente na Unidade escolhida (abrangendo todos os municípios, distritos, vilas e demais localidades que estejam sob a responsabilidade territorial da Unidade) pelo prazo mínimo de 3 (três) anos, não tendo direito ao pedido de transferência.

O CFO tem caráter eliminatório e classificatório, com duração estabelecida no plano de curso aprovado pela Diretoria de Ensino da Corporação a ser publicado em Boletim Geral da PMTO, a ser realizado na Academia Policial Militar Tiradentes, em Palmas – TO, ou em outro local determinado pelo Comando-Geral da Polícia Militar, com início previsto após o processo seletivo. No CFO, o Cadete será preparado para o exercício das funções de chefia, comando e execução dos diversos serviços e atividades inerentes à Polícia Militar do Estado do Tocantins – PMTO. Durante a realização do curso o Cadete estará sujeito às leis, normas e regulamentos que regem a Polícia Militar, além daquelas vigentes no Estabelecimento de Ensino em que vier a ser matriculado.

A jornada de trabalho, durante toda a formação e carreira na PMTO, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades, de essencial interesse público, poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Para efeito do disposto no item anterior, consistindo a profissão policial militar em serviço voluntário, não será admitida qualquer excepcionalidade ao exercício da função por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. O exercício das atividades profissionais será desempenhado em quaisquer das unidades da PMTO, ou em local determinado pelo Comando da PMTO, obedecido ao critério de conveniência e interesse maior da Administração Pública estadual. Após conclusão e aprovação no Curso de Formação de Oficiais, será oportunizada ao formando, por ordem de classificação no Curso de Formação e de acordo com o número de vagas existentes, a opção pela Unidade em que deseja servir, conforme previsão da Diretoria de Gestão Profissional.

Inscrição Concurso PM TO 2018

As inscrições do concurso da Polícia Militar do Tocantins 2018 poderão ser realizadas entre 09 de janeiro de 2018 e 09 de fevereiro de 2018, no site oficial da organizadora (www.aocp.com.br). A taxa de inscrição custará R$120,00 para Oficiais e R$80,00 para Soldado.

  • Concurso: Polícia Militar do Tocantins
  • Banca organizadora: AOCP
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 1.040
  • Remuneração: R$ 8.382,10 para Oficial e R$ 4.455,46 para Soldado
  • Inscrições: entre 09 de janeiro e 09 de fevereiro de 2018
  • Taxa de Inscrição: R$80,00 e R$120,00
  • Provas: 11 de março de 2018
  • Situação: PUBLICADO

Edital Concurso PM TO 2018

Último Concurso PM/TO

O último concurso da PM/Tocantins foi realizado em 2013, quando contou sob organização da empresa Consulplan e oferta de nada menos que 300 vagas, sendo 270 para candidatos do sexo masculino e 30 para o sexo feminino. O certame exigiu o nível médio completo.

Os salários chegaram a R$ 3.057,77, além do auxílio-alimentação. Os inscritos foram avaliados por prova objetiva e discursiva, exame de capacidade física, avaliação psicológica, exames médicos e odontológicos, investigação social e curso de formação.

SEM COMENTÁRIO