Eleições 2020 em Xinguara tem nomes, mas não tem preferidos até agora

De todos os pré-candidatos a prefeito de Xinguara testados pra valer nas urnas pelo povo xinguarense, dois se destacam no cenário atual. Amarildo Paulino e Moacir Pires, ambos já se enfrentaram nas eleições de 2012, onde Osvaldinho foi eleito com mais de 10 mil votos para sua primeira gestão.

Naquela ocasião o médico Moacir era apoiado pelo ex-prefeito de Xinguara do PT, Davi Passos, enquanto que Amarildo tinha apoio da máquina do estado, pois era afilhado direto do ex-governador Simão Jatene. Mesmo assim, Osvaldinho se mostrou mais popular à época e conseguiu se eleger.

Em uma análise sobre a conjuntura do processo eleitoral de 2012 em comparação com o de 2016, vê-se uma crescente vantagem eleitoral de Amarildo, que passou de pouco mais de 4.500 votos em 2012, para mais de 8.400 votos em 2016, seria, estrategicamente, um avanço importante de quase 100% dos votos, se não fosse um pequeno detalhe, em 2012 o médico Moacir tirou mais de 6.800 votos, e em 2016 ele não concorreu, e em ambos os processos Osvaldinho saiu vitorioso com os mesmos 10.000 e tantos votos.

Então ficou assim:

Eleições 2012, Amarildo 4.534 votos, Moacir 6,873 votos.

Eleições 2016: Amarildo 8.487 votos, Moacir não concorreu.

Os dados oficiais nos remetem dizer que parte dos votos dados a Moacir em 2012 migraram para Amarildo em 2016, o que resultou em seu aumento significativo de votos.

Para as eleições 2020 não haverá mais a figura de Osvaldinho, portanto, o processo, que como vemos não está em nada decidido, precisa desde logo ser articulado e pensado. Se Amarildo e Moacir decidirem mesmo serem candidatos, precisarão se articular com suas bases, fortalecer suas coligações e fechar seus acordos políticos, pois o fiel da balança para os dois candidatos, nos parece, será a indicação de um vice que venha com um grupo político forte e angariador de votos.

O fato é que da única vez que se enfrentaram nas urnas Moacir saiu vitorioso sobre Amarildo, será que conseguirá manter esse resultado nas eleições vindouras?

Da Redação

SEM COMENTÁRIO