Notícias

Em protesto, moradores ocupam Casa do Governo em Altamira

Um grupo de moradores de Altamira, no sudoeste do Pará, decidiu ocupar nesta quinta-feira (16) a Casa de Governo, que representa o escritório do Governo Federal na região, para cobrar o cumprimento de um acordo feito em Brasília, no mês passado, que beneficiaria as famílias que vivem uma área de risco, para onde foram remanejadas desde a construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte.

Durante a manhã, cerca de 200 moradores da lagoa do bairro Jardim Independente I acamparam em frente ao escritório da empresa Norte Energia, em Altamira, onde montaram barracas com madeira e lona para passar o dia e a noite. Parte dos manifestantes passou a ocupar o estacionamento da empresa. O portão de acesso ao prédio está livre e os funcionários trabalham normalmente, mas a segurança do escritório da Norte Energia foi reforçada.

Os manifestantes são moradores de uma área de risco da cidade que abriga cerca de 500 famílias que esperam ser cadastradas pela empresa. Eles alegam que foram afetados pela formação do lago da usina e tentam ser reconhecidos como atingidos. Segundo a comunidade,  durante o período chuvoso, o nível da água sobe ainda mais, obrigando-a a conviver com lixo, esgoto e mau cheiro.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgão licenciador do empreendimento, determinou que a Norte Energia fizesse o levantamento socioeconômico das famílias, mas a empresa recorreu da decisão em janeiro. O Instituto não aceitou os argumentos  e determinou novamente que o cadastro fosse feito o mais rápido possível. Porém, os trabalhos ainda não começaram.

O Movimento dos Atingidos por Barragens informou que os manifestantes vão manter o acampamento até que a empresa informe quando vai começar a cadastrar as famílias da lagoa do bairro Jardim Independente I.

Do G1 PA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo