Frigorífico reabre as porta em Xinguara e inicia os trabalhos com 400 empregos diretos

Xinguara PA 15 09 2019 Desde 2013, quando o Pará atingiu a posição de 4º maior rebanho bovino do País, as regiões sul e sudeste do Estado vêm atraindo investidores e ganhando destaque no roteiro de expansão do agronegócio. Localizada na região de influência da BR-155 e PA-279, Xinguara, conhecida como Capital do Boi Gordo, não podia ficar de fora desse cenário positivo. Nesta quarta-feira (14), com apoio do governo do Estado, foi inaugurada uma nova unidade industrial no município, a Fribev, empresa nordestina do ramo de frigoríficos. foto Bruno Cecim ag.Pará

A cidade de Xinguara que fica em uma região importante do sul do Estado do Pará, ganha forte expectativas para o crescimento da economia com a reabertura da empresa frigorífica que havia paralisado suas atividades no final de 2018, deixando dezenas de famílias sem emprego. Desde 2013, quando o Pará foi conquistou a posição como sendo o 4º maior rebanho do País, o sul e sudeste do Estado têm recebido vários investidores, com isso ganhou destaque em expansão do agronegócio. Xinguara que sempre foi conhecida como a Capital do Boi Gordo, e por estar localizada no influente trevo da BR-155 e PA-279, não poderia ficar de fora desse cenário positivo. Na quarta-feira (14), com a presença do governador do Estado, Helder Barbalho e sua comitiva, foi inaugurada a nova unidade industrial no município, a Fribev, empresa nordestina do ramo de frigoríficos. O Frigorífico Bela Vista, como será chamado, já na inauguração, iniciou as atividades com 400 empregos diretos, com promessa de muito em breve dobrar esse número.

Helder Barbalho, Governador do Pará e Osvaldinho Assunção, Prefeito de Xinguara

O evento contou com diversas autoridades estaduais e municipal. Para o prefeito anfitriã a iniciativa representa a retomada da atividade na região e o crescimento da economia do comercio local, após o fechamento de uma empresa no fim do ano passado, gerando impacto negativo na economia de Xinguara. “Foi muito difícil para o município quando a antiga empresa fechou as portas e demitiu mais de 700 funcionários. Agora, com esse novo frigorífico, estamos felizes porque, aos poucos, eles retornam ao trabalho”, disse o prefeito de Xinguara, Oswaldinho Assunção.

O diretor presidente da nova indústria, Antônio Tetê, ressalta que a única chance de readmitir essa massa de trabalhadores era reformar e reabrir a antiga estrutura. E isso só foi viável, graças ao compromisso do Estado com o desenvolvimento econômico da região.

“O apoio foi muito importante para conseguirmos essa reabertura. Só temos a agradecer o empenho do governador do Estado, e dos senadores Jader Barbalho e Zequinha Marinho. Neste primeiro momento, já são 400 pessoas trabalhando e devemos gerar 800 empregos diretos. Os indiretos podem triplicar essa quantia”, disse o empresário.

A supervisora de Controle de Qualidade, Stephany Kelly, lembra bem dos efeitos negativos do fechamento de uma indústria desse porte na cidade. “Muita gente passou necessidade e acumulou endividas depois da demissão. Eu fico muito feliz de voltar pra cá. Agora, todo mundo está retornando ao trabalho. Essa atividade é muito importante para as famílias de Xinguara”, afirmou.

Exportação – Acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento, Mineração e Energia do Estado, Iran Lima; pelo presidente da Alepa, Daniel Santos; pelos deputados Delegado Caveira e Silene Couto; pelo secretário Regional de Governo, Chamon Neto, além de outras autoridades estaduais e municipais, o governador Helder Barbalho visitou as dependências do novo frigorífico e destacou a importância de incentivar a vocação produtiva da região.

Potência do Agronegócio

Xinguara desponta no roteiro paraense do agronegócio com um rebanho estimado em mais de 500 mil cabeças de gado. A cidade exporta para mais de 20 países, entres eles, Turquia, Ucrânia, Venezuela e Egito. O município é localizado na região de integração do Araguaia, responsável pela maior produção e exportação de carne bovina do Estado.

Com a inauguração do frigorífico, a cidade ganha potencial pra conquistar mais mercados Brasil a fora. A nova indústria deve produzir uma média de 15 mil cabeças de gado por mês e tem habilitações pra atender mercados de 25 países.

“Ontem mesmo representantes do Irã vieram aqui e atestaram a qualidade do nosso produto. Nosso objetivo é ampliar o empreendimento e conquistar o mercado da China”, disse o diretor-presidente da Fribev.

“Os investidores podem ter certeza que toda a equipe de governo está de portas abertas para contribuir com os negócios, que visam a melhoria da população”, anunciou o secretário Iran Lima.

Com informação da Agencia Pará

SEM COMENTÁRIO