Governador lança o Parazão 2019 e garante o Mangueirão para o campeonato

Na noite da quarta-feira (9), a Federação Paraense de Futebol (FPF) e o Governo do Estado do Pará realizaram o lançamento do Parazão 2019, no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, em Belém. O evento contou com a presença do governador Helder Barbalho, de representantes da Secretaria de Estado e Lazer (Seel) e do Banco do Estado do Pará (Banpará). Na ocasião, também foi apresentada a taça conhecida como “orelhuda”, que será entregue ao vencedor da competição. Ao todo, serão investidos na realização do evento, R$4,2 milhões para a viabilização do Campeonato, o que faz do Governo do Pará o maior patrocinador da competição.

A primeira partida no Mangueirão, que seria no dia 20 de janeiro, ainda está sem data prevista, já que na última segunda-feira (7), uma parte do teto do lado A do estádio Mangueirão desabou. Ontem, o governador Helder Barbalho vistoriou o local e lamentou a situação, mas informou que em até 10 dias terá um laudo do Corpo de Bombeiros e, com ele, poderá ser definido o que precisa ser ajustado para que o estádio seja liberado em sua totalidade ou até mesmo parcialmente, não prejudicando o andamento do evento. “É lamentável que o estádio tenha sido abandonado pela gestão anterior, que mesmo tendo conhecimento das precariedades e os comprometimentos apresentados na estrutura, nada fez para evitar que ocorressem danos. Graças a Deus não havia torcedores visitando o local no dia do episódio”, disse. Helder.

Apesar do problema, o governador está otimista com o Parazão deste ano. Helder assumiu que é um apaixonado por futebol e que a torcida terá um governador presente também junto aos torcedores. “Como desportista e alguém que frequenta o estádio, digo que a sociedade terá um governador presente também na torcida. Esse é o momento de pensar grande. Temos capacidade para voltar a ser uma praça em destaque nacional”, ressaltou.

O secretário da SEEL, Pastor Arlindo Silva, explicou que apesar da data do primeiro jogo, que será entre o Clube do Remo e o Tapajós, ter sido adiada, ele tem certeza do sucesso do campeonato. “Todos vão estar lá e vamos fazer uma grande festa. A expectativa é muito grande e vou ficar feliz em ver aquele estádio cheio, lotado”, disse ele, explicando que a sua gestão já começou com um grande desafio. “O episódio do Mangueirão, sem dúvida, é grande desafio, mas o Corpo de Bombeiros e a equipe técnica já analisam a situação. Agora vamos aguardar”, complementou.

-Matéria continua depois da Publicidade-

Silva disse ainda que a prioridade agora é levar a atuação da Seel para os 144 municípios do Estado. “Vamos trabalhar com pessoas portadoras de deficiência e, sobretudo, nas escolas com os alunos. Precisamos ainda atuar nas periferias, porque têm muita gente com talento, mas sem oportunidade, mas vamos ajudá-los”.

Parceria – O presidente do Banpará, Braselino Assunção, reiterou a missão da institução, que é gerar valor para o Estado sendo um banco auto sustentável, que atua para o desenvolvimento econômico e social do Pará. “Há uma determinação expressa do governador para que se alinhe as ações do Banpará as estratégias do governo. Com isso, vamos apoiar ainda mais os eventos e projetos culturais e os eventos esportivos”, disse.

“É um evento grandioso, que mexe com a torcida, com os clubes, com todo o Estado e o Banpará não poderia ficar de fora. O Parazão também gera muito emprego e renda, desde os atletas, os ambulantes, até a imprensa. Assim, o Banco fortalece sua marca agindo como uma instituição financeira que atua para o desenvolvimento do Estado e do esporte paraense”, complementou Braselino.

O presidente da Federação Paraense de Futebol, Adelcio Torres falou da expectativa de ser o primeiro ano do campeonato com Helder no governo do Estado. “Ele sempre foi um parceiro do Futebol e do povo do Pará. Espero que esse campeonato seja um dos melhores, porque o apoio que a gente tem do governo é sensacional. Estamos alinhados e tranquilos mesmo com o episódio da laje, já que o governado já pediu de todo um empenho para agilizar o processo”, afirmou.

O vice-presidente da Federação, Maurício Bororó também disse estar muito satisfeito com o apoio do Governo do Estado. “Tudo o que ele prometeu ele está cumprindo. Agora vamos assinar um convênio do Banpará com o governo em que se compromete a colaborar com os clubes”, disse.

Sobre essa parceria, Helder falou que em seu governo, a capilaridade do esporte vai chegar também aos clubes do interior, fazendo com que o esporte sirva de instrumento de integração social e da comunidade. “Devemos possibilitar que os clubes profissionais possam ter condição de descobrir talentos e estimular as categorias de base. Assim permitimos que a juventude, não adentre ao mundo das drogas ou da violência, descobrindo por meio do futebol amador e de outros esportes, um caminho para um futuro melhor e mais promissor”.

Fonte: Agência Pará

SEM COMENTÁRIO