Polícia

Governo do PA garante que concurso da Polícia Civil irá prosseguir

Uepa divulgou resultado definitivo de prova oral nesta terça-feira, 29.
MPE entrou com ação civil pública pedindo a anulação do concurso.

O governo do Pará divulgou nesta sexta-feira (29), em Belém, o resultado definitivo da prova oral do concurso público para a Polícia Civil e garantiu que os procedimentos em relação ao certame terão continuidade. O concurso, realizado pela Universidade do Estado (Uepa), foi alvo de uma ação civil pública do MPE na última terça-feira (26), que pediu a anulação do exame.

Na ação, a promotora Elaine Carvalho Castelo Branco alegou ter constatado graves irregularidades no andamento do concurso, como a não restrição quanto ao uso de celulares com acesso à internet dentro da sala de realização das provas. Além disso, não teriam fiscais nos banheiros, e não houve a exigência de apresentação de qualquer documento de identificação dos candidatos em muitos locais. Também, segundo o MPE, foi apurado o fato de que vários delegados de polícia estavam presentes como fiscais, mesmo tendo parentes fazendo provas.

O coordenador do certame, Delmo Oliveira, esclareceu que até o momento, a Uepa não foi citada e nem notificada oficialmente sobre decisão liminar de ação civil pública referente ao concurso da Polícia Civil, e que tanto a Universidade quanto a Procuradoria Geral do Estado (PGE) só irão se manifestar quando forem comunicadas pela Justiça.

Oliveira esclareceu ainda outro ponto polêmico destacado pelo MPE. “Quando você realiza um concurso para a segurança pública, qualquer que seja a corporação, você está lidando com pessoas que podem vir fazer a prova armados. Os civis não podem recolher a arma, então as polícias nos dão apoio neste sentido. Os policiais não são fiscais, não entram em sala, não transitam pelos corredores. Eles apenas exercem sua função de polícia na responsabilidade de guardar as armas quando o candidato de submete a avaliação”, explicou.

Exame
A prova oral corresponde à penúltima subfase da primeira etapa do concurso. Foram aprovados nesta fase 430 candidatos, divididos entre os cargos de delegado, escrivão, investigador e papiloscopista, representando um índice de 84% de aprovação.

A próxima etapa é a Investigação Criminal e Social, de responsabilidade da Polícia Civil do Pará. Será disponibilizada uma Ficha de Informações Confidenciais (FIC) para fins da investigação criminal e social, no endereço eletrônico da Uepa, que deve ser preenchida e anexada aos documentos descritos.

Os candidatos devem entregar a documentação específica nos próximos dias 9 e 10 de dezembro, no Protocolo da Diretoria de Acesso e Avaliação (DAA) da Uepa, localizada na rua do Una, 156, bairro do Telégrafo, de 8h às 14h, em envelope lacrado, devidamente assinado, para posterior encaminhamento à comissão do concurso. O resultado do recurso e o resultado final serão divulgados no dia 6 de janeiro de 2014. (Fonte: G1/PA, Pesquisa Roserval Ramos).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo