Hemopa convoca doadores de sangue em caráter emergencial

Diante das ações enfrentamento e prevenção ao Coronavírus (COVID-19) no Pará, a Fundação Hemopa convoca todos os cidadãos saudáveis e que estão dentro dos critérios básicos, para comparecer aos serviços de coleta de sangue no Pará e realizar a doação de sangue para atendimento integral da demanda transfusional de mais de 200 hospitais públicos e privados do Estado.

Em janeiro e fevereiro deste ano, período de grandes chuvas e viroses, a Hemorrede constatou a redução significativa no número de bolsas de sangue coletadas nas unidades fixas, diariamente. A partir de estratégias, realizando campanhas externas em parceria com instituições públicas e privadas, o Hemopa estava conseguindo manter o atendimento transfusional da rede hospitalar. Porém, o cenário mundial que está provocando mudanças de comportamento das pessoas, vai impactar, de forma grave, o atendimento aos pacientes que necessitam de bolsas de sangue para sobreviver.

É neste sentido que a Fundação Hemopa conclama os voluntários que compareçam às unidades de coleta do Estado e façam a doação de sangue antes de se vacinarem contra a gripe, principalmente, pois a vacina inabilita a doação por 30 dias.

O Hemopa também está trabalhando de forma efetiva a conscientização de parentes de pacientes internados nos hospitais da rede pública e privada, abastecidos pelo hemocentro paraense, que mobilizem voluntários para a doação de sangue. Nesse sentido, o apoio do corpo técnico da rede hospitalar é fundamental para o sucesso da ação por meio de campanhas internas nas suas unidades ou na sede do Hemopa, em Belém, por exemplo.

Da mesma forma nas unidades do Hemopa em Marabá, Santarém, Castanhal, Redenção, Capanema, Abaetetuba, Altamira e Tucuruí, onde a necessidade é a mesma: reforçar o estoque técnico de sangue.

De acordo com a gerente de Captação de Doadores do Hemppa, a assitente social, Juciara Farias, o momento é de preocupação, mas acima de tudo, de prevenção. “A Fundação Hemopa está se adiantando para estocar bolsas de sangue e, assim, com apoio de todos, atender em quantidade e de forma eficiente as solicitações da rede hospitalar”, comentou.

Uma bolsa de sangue pode beneficiar até 4 pacientes. Este ato de generosidade e de responsabilidade social faz a diferença na vida de muitas pessoas.

Para doar sangue

O cidadão precisa ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados de um responsável legal para autorizar a doação). Além disso, precisa ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e apresentar um documento de identificação oficial, original, com foto (RG, CNH, Passaporte ou Carteira de Trabalho) no momento do cadastro.

Serviço: As doações de sangue podem ser feitas em Belém em três unidades fixas. No Hemocentro Coordenador e na Estação de Coleta Castanheira, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 às 17h. Há ainda a Estação de Coleta Pátio Belém que funciona de segunda a sexta-feira de 9h às 16h. Mais informações: 3110-6500.

A Hemorrede também tem unidades de coleta de sangue em Castanhal, Marabá, Santarém, Abaetetuba, Altamira, Capanema, Redenção e Tucuruí. Clique aqui e veja o endereço de cada uma.

SEM COMENTÁRIO