Polícia

Homem foi preso com arsenal dentro de um veículo na PA 279 no sul do Pará

Neste sábado, 17 de abril, uma guarnição da CPE/BPRV, Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual, composta pelos policiais CMD SGT E. MARQUES, SGT JOSÉ LUIZ, CB GERALDO, CB ANDRÉ, CB SOUZA BRITO E CB MENDES, realizavam na altura do KM 9 da PA 279, no município de Xinguara, no sul do estado do Pará, trabalho de fiscalização, em um certo momento a guarnição realizou uma abordagem em um veículo MODELO FOX DE COR BRANCA, PLACA QDV 0576, o veículo estava sendo conduzido por um homem que foi identificado como ALESSANDRO MOREIRA BENTO.

No momento da abordagem o condutor do veículo se apresentou a guarnição, como policial militar do estado do Mato Grosso, apresentando o RG 886891, na verdade ele tentava enganar os policiais de verdade, ALESSANDRO foi logo falando para os policiais que estava com muita presa, se mostrando bastante nervoso ALESSANDRO começou a ser questionado pela guarnição. Quando perguntado o porquê estava com tanta presa e tão nervoso, não soube responder. O homem foi questionado novamente, perguntado se transportava algum produto ilícito em seu veículo, muito nervoso, respondeu que não.

Então a guarnição resolveu fazer uma busca no interior do veículo, foi ai que o nervosismo do condutor começou a ser explicado. Os policiais começaram a encontrar armas e munições dentro do veículo, ali foi encontrado um verdadeiro arsenal. UM REVÓLVER CALIBRE 38, UMA ESPIRGADA CALIBRE 12, UMA ESPINGARDA CALIBRE 22, 3 CARREGADORES DE PISTOLA 380, 23 MUNIÇÕES DE CALIBRE 38, 20 MUNIÇÕES CALIBRE 12, 34 MUNIÇÕES DE CALIBRE 32, 51 MUNIÇÕES DE CALIBRE 380, 750 MUNIÇÕES DE CALIBRE 22, 1 MUNIÇÃO DE FUZIL DEFLAGRADA E UMA CAIXA CONTENDO DIVERSOS MIGUELITOS OBJETO USADO POR QUADRILHAS PARA BLOQUEAR A PASSAGEM DE VEÍCULOS (FURANDO OS PNEUS), 1 ALGEMA, 2 FACÕES.

ALESSANDRO MOREIRA BENTO recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Xinguara, para a autoridade policial atuar com os procedimentos cabíveis. Nossa equipe tentou contato com o delegado que estava de plantão, Max Muller Bezerra, para dar mais informações sobre o caso, mas até o fechamento dessa matéria, não obtivemos resposta.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo