Polícia

Homem morre após briga numa festa em Xinguara

Valdevando Silva Portugal acusado de cometer o crime (Foto: documento)
Valdevando Silva Portugal acusado de cometer o crime (Foto: documento)

Na madrugada deste domingo (12), por volta de duas horas da manhã, aconteceu uma confusão em Xinguara no estabelecimento denominado como Escritório Beer, onde acontece um tradicional “PAGODE”, localizado na Rua Brasil, esquina com a Av. Francisco Caldeiras Castelo Branco, resultou na morte do senhor Hadenon Rodrigues de 43 anos de idade.

Hadenon Rodrigues foi assassinado por Valdevando Silva Portugal de 27 anos de idade, natural de Jacundá-PA, segundo informações da Polícia Civil, Valdevando Silva se envolveu em uma briga com a vitima Hadenon Rodrigues e seu irmão Hailon Rodrigues, segundo a Polícia os dois irmãos e outro homem que não foi identificado passaram a agredir Valdevando, que após escapar dos agressores lembrou que estava armado com um revolver calibre 38, e passou a procurar seus agressores, ao encontrar os dois irmãos, Valdevando disparou contra Hadenon que foi atingido no peito, em seguida disparou contra Hailon que foi atingido no braço, mas o tiro pegou de raspão.

A arma usada no crime
A arma usada no crime

Uma guarnição do Grupo Tático Operacional (GTO), da Polícia Militar, composta pelo SGT/PM J Martins e os SD/PM Walteir e Deivyson, passava pelo local e observou que havia acontecido um tiroteio, a guarnição foram informados pelos populares das características do homem que teria efetuado os disparos, de posse das características do acusado os policiais saíram em diligencia em busca do assassino, quando chegaram ao cruzamento da Av. Xingu com a Rua Marechal Rondon , alguns populares já haviam secado o acusado que estava sendo por varias pessoas.

Com a chegada da Polícia ao local, os populares se evadiram, em seguida os policias deram voz de prisão ao acusado e encontram nas proximidades, a arma usada no crime com quatro munições deflagradas e duas intactas. Devido os ferimentos o acusado foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), para receber atendimento médico, em seguida Valdevando Silva foi apresentado na delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais.

O delegado Luiz Antônio disse que como o acusado foi preso momentos depois do crime, o inquérito flagrâncial será instaurado e encaminhado para a Justiça.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo