Polícia

Homicídios e Assaltos: Sequência de crimes em Xinguara intriga as autoridades, empresário é assassinado por dupla menor de idade e taxista é morto dentro do carro

Uma onda de crimes em sequência, intriga as autoridades da cidade de Xinguara. Desde o dia 31 do mês passado, quando um homem foi baleado enquanto assistia uma partida de futebol no Estádio Municipal da cidade, e um menor de idade e um jovem de apenas 19 anos, foram assassinados em endereços diferentes em menos de uma hora de intervalo entre os três crimes, a cidade está em alerta total por parte das autoridades locais.

Sequência de Crimes

A ação dos criminosos não parou, em números roubos e assaltos a mão armada aconteceram durante esses 10 dias. Os casos que chamaram ainda mais a atenção das autoridades, aconteceram entre sexta-feira 6, e domingo 8, de agosto.

Na de sexta-feira, uma dupla de criminosos começou a pratica assaltos e roubos pelas ruas da cidade, usando arma de fogo. Várias pessoas foram vítimas e tiveram objetos levados. Dentre os objetos levados pelos assaltantes, havia um celular de uma das vítimas, que passou a ser rastreado por uma Guarnição da Polícia Militar.

No dia 7, por volta das 00:05hs, a acontecer um homicídio, dessa vez o crime aconteceu no Hotel São Vicente, nas proximidades do Terminal Rodoviário. A vítima foi o empresário no ramo de hotelaria, de 44 anos de idade, identificado como sendo VICENTE PEREIRA DA SILVA FILHO, um dos donos do Hotel. Segundo as informações da Polícia, dois homens chegaram em uma motocicleta e o garupa desceu e disparou contra VICENTE, que estava sentado em uma cadeira mexendo em seu celular. A vítima ainda correu, mas caiu na recepção, VICENTE foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e evoluiu a óbito enquanto recebia atendimento médico.

VÍTIMA

Homicídio começa a ser desvendado

Por volta das 09:15hs, uma Guarnição, composta pelos PMs, SGT ZENIVALDO E CB OLIVEIRA, que já estava em diligencia na tentativa de prender a dupla que praticava roubos e assaltos, de foram “ARRASTÃO”, recebeu informações do TEN/PM BARBOSA, de que a dupla que estava aterrorizando a cidade havia sido vista em um determinado ponto da cidade. De posse das informações os policiais seguiram para o local informado, os indivíduos foram surpreendidos no momento em que terminavam de realizar um assalto em estabelecimento comercial “AÇOUGUE GARROTE”, localizado na rua Eduardo Gomes. Os dois não esboçaram nenhum tipo de reação e foram presos em flagrante, em seguida foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil e apresentado a autoridade policial. Os presos foram identificados com as iniciais E.F.L e T.P.L, com eles foram apreendida uma motocicleta HONDA POP 100, DE COR VERMELHA, UM REVÓLVER CALIBRE 38, COM DUAS MUNIÇÕES INTACTAS. A motocicleta eles tinham tomado de assalto para cometer os crimes.

O delegado de plantão José Orimaldo de Farias, já trabalhava com as investigações da morte de VICENTE, com oitivas de testemunhas e parentes, dando continuidade, passou a ouvir os presos apresentados por assalto a mão armada. Foi aí que as coisas começaram a se encacharem, durante o depoimento T.P.L informou que E.F.L, o teria confidenciado que, havia participado com outro individuo do assassinato de VICENTE. Em seguida E.F.L passou a ser ouvido pela autoridade policial, e também confessou ao delegado, sua participação no crime, era ele que pilotava a motocicleta, mas não soube informar o nome do seu comparsa, então saiu com policiais civis em diligencia para tentar encontrar o atirador que ceifou a vida de VICENTE.

Trecho do Programa Fala Cidade, com Celso Lima, no SBT XINGUARA.

Em um dado momento, E.F.L avistou seu comparsa nas proximidades da Rodoviária e o apontou como sendo ele que disparou contra a vítima. Ao ser abordado o acusado se identificou como sendo D.R.S, ali mesmo D.R.S ao ser indagado pelos policiais, não só confessou sua participação no crime como atirador, como apontou os mandantes do crime. Um dos mandantes foi preso na cidade de Redenção a 110KM de Xinguara, tentando escapar do flagrante, ele foi identificado como sendo NANDO EDUARDO DE BRITO, ele foi trazido para Xinguara onde foi autuado. O segundo envolvido como mandante não terá seu nome revelado para não atrapalhar o trabalho da Polícia.

Segundo os relatos nos depoimentos, os menores teriam apenas que roubar um cordão e uma pulseira de ouro que VICENTE usava, e que receberiam 10 gramas de entorpecente conhecido como CRACK, como pagamento pelo serviço.

Ainda segundo depoimentos, as informações de que VICENTE possuía as joias, foram repassadas por JUCELINO DE LIMA MORAES, funcionário do Hotel São Vicente, de propriedade do pai da vítima. JUCELINO teria emprestado seu celular para que o roubo fosse arquitetado. Agora JUCELINO está preso a disposição da Justiça, por ter facilitado o crime contra o filho de seu patrão.

Novo homicídio

VÍTIMA

A Polícia Civil, nem tinha concluído os inquéritos dos últimos casos, outro homem era assassinado em Xinguara. Trata-se do taxista JUCELINO JESUS GOMES, de 63 anos de idade, o crime aconteceu na noite do último domingo 8, na BR 155 na saída para a cidade de Sapucaia. De acordo com o levantamento feito pela Polícia, cerca de 15 tiros foram disparados contra o carro em que a vítima estava dentro.

Até o fechamento dessa matéria, segundo o delegado José Orimaldo, a Polícia Civil, ainda não tinha chegado aos motivos que levou a morte do taxista, mas descarta a possibilidade de crime de latrocínio “ROUBO SEGUIDO DE MORTE”, pois o criminoso ou criminosos, não levaram nenhum objeto da vítima. O aparelho celular do taxista foi apreendido e vai passar por perícia. Para a Polícia, não está descartada a possibilidade de que poderia ter mais alguém dentro do veículo com a vítima.

A equipe do delegado Orimaldo, composta por ele e seus policiais IPCs Silvio André, Igor, Pedro e o EPC Francisco que elucidou o primeiro homicídio em tempo recorde, já trabalha para elucidar o assassinato do taxista.       

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo