Acidente de TrânsitoNotícias

Incêndio provocado por integrantes do MST causa acidente na BR 155, com engavetamento de 7 caminhões

A Rodovia BR 155, que liga os principais municípios do sul e sudeste do Estado do Pará amanheceu interditada na manhã do feriado de 7 de setembro, “interdição essa que mais tarde causaria um grave acidente”. Integrantes do MST bloquearam a BR nas proximidades do Distrito Rio Vermelho no município de Xinguara, os manifestantes usaram paus e pneus para interromper o trafego da Rodovia.

A Polícia Militar informou à imprensa que se tratava de um o ato pacífico, alguns veículos de comunicação receberam informações da PM, que, segundo esteve no local dando apoio a PRF, de que os manifestantes protestavam pedindo a saída do superintendente do INCRA no Sul do Pará, Asdubal Mendes Bentes. A polícia afirmou ainda que o transito estava sendo liberado de hora em hora e que seria liberado totalmente por voltas das 14 horas do mesmo dia.

Só que, aquilo que era considerado pela polícia como ato pacífico, se tornou em tragédia, que por pouco não tirou a vida de vários pais de família. Um incêndio causado por fogo ateado pelos manifestantes tomou uma proporção muito grande, o que causou um acidente de transito envolvendo 7 caminhões de varias modalidades, como a fumaça cobria a Rodovia, tirando a visibilidade, um motoristas para não bater em um carro pequeno teve que frear, foi ai que aconteceu o engavetamento dos caminhões causando grande prejuízo.

Nossa equipe conversou com vários motoristas que compareceram na Delegacia de Polícia Civil de Xinguara para registrar o B.O para efeito de seguros e alguns deles ainda muito assustados contaram como tudo aconteceu, mas pediram para não terem seus nomes divulgados. Segundo relatos dos motoristas tudo aconteceu pelo motivo da fumaça ter se alastrado muito rápido, tirando totalmente a visibilidade de quem passava por ali.

Um dos motoristas de Minas Gerais, que viajava com o filho disse que, “nunca tive tanto medo de morrer, todos aqueles caminhões atrelados um aos outros e o fogo tomado de lado e do outra da estrada, ficamos todos sem saber para onde correr, vendo colegas com a perna quebrada com fratura exposta e nada podendo fazer, o desespero era grande, só pensávamos que todos ali ia morrer queimados”, afirmou.

Os caminhoneiros estavam todos revoltados com a falta de apoio por parte das autoridades, segundo eles o acidente aconteceu por volta de 13 horas, e mesmo eles ligando para a polícia ninguém apareceu para dar apoio. “Se não fosse um fazendeiro de bom coração lá perto para mandar um Carro Pipa para apagar o fogo a tragédia poderia ter sido maior”, afirmou um motorista.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo