Duplo Homicídio

Irmãos são presos por envolvimento em duplo homicídio em Peixoto de Azevedo; Mãe e filho seguem foragidos

Dois idosos, de 65 e 71 anos morreram ainda no local, os criminosos podem ter fugido para o Estado do Pará

Dois irmãos identificados como Márcio Ferreira Gonçalves e Eder Gonçalves Rodrigues foram presos pela Polícia Civil, por envolvimento no crime de duplo homicídio ocorrido durante um almoço no domingo (21.04), em Peixoto de Azevedo-MT. Eles foram presos em uma residência na região central de Alta Floresta-MT, na noite desta segunda-feira (22).

Os trabalhos contaram com apoio da Delegacia de Alta Floresta e de equipes da Delegacia Regional de Guarantã do Norte.

Márcio Ferreira é marido de Inês Gemilaki e padrasto de Bruno Gemilaki Dal Poz que continuam sendo procurados pelo crime.

Eder Gonçalves confessou a participação no duplo homicídio. Ele foi identificado como o 4° envolvido nos homicídios.

As investigações apontam que o crime na verdade tinha como alvo o dono da residência onde ocorria a confraternização, que teria feito ameaças públicas contra os investigados, em razão de um processo referente a um contrato de aluguel.

Após as prisões, Eder confessou a participação no crime, dizendo ser a pessoa que entrou na residência com a Inês e Bruno, efetuando os disparos sem qualquer possibilidade de reação das vítimas. Durante a execução do crime, Márcio ficou na camionete Ford Ranger do lado de fora da residência, aguardando para dar fuga aos seus comparsas.

“Com as prisões foi possível identificar um quarto envolvido no crime, até então desconhecido, uma vez que acreditávamos que o homem de camiseta preta que entrou na casa e efetuou os disparos era o Márcio, marido e padrasto dos outros dois autores do crime”, disse a delegada Anna Marien, responsável pelas investigações.

Depois de localizados, os dois autores foram conduzidos à Delegacia de Alta Floresta onde todas as providências foram tomadas pelo delegado Thiago Marques Berger, que representará pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

O CRIME

Inês Gemilaki invade residência atirando para matar

Os suspeitos invadiram uma casa atirando. Dois idosos, de 65 e 71 anos morreram ainda no local.

De acordo com a Polícia Civil (PC), um padre que também é idoso ficou ferido. A ação dos criminosos foi gravada por imagens de câmeras de segurança da residência.

Nas imagens é possível ver que mais de 10 pessoas estavam na casa, quando a mulher entra atirando. Outra câmera ainda flagrou o filho da mulher com uma arma na mão e o terceiro suspeito, do lado de fora da casa, também armado, esperando para ajudar na fuga.

De acordo com informações na casa estava acontecendo uma confraternização familiar quando a mulher invadiu a residência. Os dois idosos foram atingidos e morreram no local. O padre da Paróquia Nossa Senhora Aparecida conseguiu se proteger atrás de um sofá e foi atingido por um tiro de raspão.

Imagens de câmeras de segurança mostram mãe e filho, principais suspeitos de matar duas pessoas e deixar outra ferida, comprando bebidas em uma conveniência momentos após o crime que aconteceu na tarde deste domingo (21), em Peixoto de Azevedo-MT. A conveniência fica na cidade de Matupá-MT.

Nas imagens, eles aparecem comprando cerveja, refrigerante e água. Além deles, o marido da mulher que também é suspeito de envolvimento no crime e teria fugido com a dupla aparece nas imagens.

Fonte: @AGORAMT

Botão Voltar ao topo