NotíciasSaúde

Ministério da Saúde realiza avaliação anual no programa Rede Cegonha e Xinguara recebe avaliador

Aline Verde Mendes
Aline Verde Mendes

Chegou ao município de Xinguara, a enfermeira Aline Verde Mendes, ela é avaliadora do programa Rede Cegonha do Ministério da Saúde. A enfermeira chegou quinta-feira 23, e ficara em Xinguara até segunda-feira 27.

Aline Verde recebeu nossa reportagem no Hospital Municipal, onde acontecem os Partos e Nascimentos para falar sobre a importância da avaliação nas maternidades públicas do Brasil. Acompanhada pela vice-diretora do HMX Marinelia Lopes e da enfermeira padrão Fernanda Falchi, Aline falou com nossa equipe e disse que, “estamos aqui com o objetivo de avaliar como esta a complementação das boas praticas ao Parto e Nascimento na maternidade, como está à humanização, o atendimento as gestantes, as puérperas/mulher parida e aos recém-nascidos”, disse.

Marinelia Lopes, Aline Verde e Fernanda Falchi
Marinelia Lopes, Aline Verde e Fernanda Falchi

A enfermeira explicou também sobre a metodologia da avaliação, “primeiro conhecemos toda a parte estrutural da maternidade, aqui por ser um hospital municipal e geral com maternidade, como nosso foco aqui são as gestantes, começamos a conhecer desde a porta aonde elas chegam até o momento do Parto, dai para frente passamos a conhecer todo processo de trabalho, quando a gestante chega à recepção ela faz uma triagem com a enfermagem em seguida com o médico, só depois que ela vai fazer o pré-parto para Parto e Nascimento, então acompanhamos todo esse processo para avaliarmos se todos os protocolos estão sendo cumprido, além de tudo isso, fazemos entrevistas com os gestores, profissionais e usuárias”, afirmou Aline Verde.

Segundo Aline, o Hospital Municipal de Xinguara já atende alguns pré-requisitos, visto que o momento do Parto e Nascimento acontecem de forma humanizada, contando com uma excelente equipe gestora e de profissionais capacitados para contribuir para a implantação das boas práticas ao Parto e Nascimento.

Avaliar o grau de implantação das Boas Práticas na atenção ao Parto e Nascimento nos estabelecimentos/maternidades públicas do Brasil, é uma referencial da Rede Cegonha. (Política Ministerial Instituída através da Portaria 1459/2011) que, em seu artigo. 8 parágrafo 4, que estabelece a verificação do cumprimento das ações de atenção a saúde definidas para cada componente da Rede. A avalição deverá ser realizada anualmente pelo Ministério da Saúde de forma compartilhada com o Conselho Nacional Secretários de Saúde – CONASS e Conselho Nacional Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS.

E é uma avaliação Nacional, onde serão avaliados 635 estabelecimentos do SUS, em todo o País. Na Região Norte e Nordeste vão ser avaliados 268 estabelecimento, e 367 estabelecimentos nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste.

Cada avaliador passa cinco dias nas maternidades onde observam a estrutura, equipamentos, processo de trabalho dos profissionais e ouve as usuárias sobre a percepção delas sobre o serviço.

Quais são os componentes da Rede Cegonha?

São quatro os componentes da Rede Cegonha:

I – Pré-natal;
II – Parto e nascimento;
III – Puerpério e atenção integral à saúde da criança; e
IV – Sistema logístico (transporte sanitário e regulação).

(Texto e Fotos: Roserval Ramos)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo