Justiça

Morre vice-presidente do TJPA Cláudio Montalvão

Desembargador atuou em sessões importantes, como o caso Dorothy.

Desembargador Cláudio Montalvão faleceu nesta quinta-feira, 21 (Foto: Divulgação/ TJE)
Desembargador Cláudio Montalvão faleceu nesta
quinta-feira, 21 (Foto: Divulgação/ TJE)

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, Cláudio Augusto Montalvão das Neves, morreu na manhã desta quinta-feira (21), em Belém, Ele tinha 63 anos e faleceu em consequência de câncer de estômago. O desembargador foi presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Pará (AMEPA), em duas gestões, 1996 a 1997 e 1998 a 1999.

Cláudio Montalvão Atuou em julgamentos de repercussão nacional, como os dos assassinatos do deputado João Batista (2001) e da missionária Dorothy Stang (2005). Cláudio começou a carreira no setor jurídico como advogado criminalista entre 1978 e 1985, quando ingressou na magistratura. Com passagens pelas comarcas de Chaves, Paragominas, Santarém, entre outras.

Montalvão deixa esposa, dois filhos e netos. O expediente foi suspenso no órgão e foi decretado luto oficial de três dias no TJ-PA. O velório será realizado no salão nobre do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA).

Com informações da ORM e G1

CARTA DA PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ.

Com imenso pesar, levo ao conhecimento dos Magistrados e Servidores do Poder Judiciário do Estado do Pará o falecimento do Exmo. Sr. Desembargador Cláudio Augusto Montalvão das Neves, Vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, ocorrido na manhã de hoje, e informo que através da Portaria nº 2790/2014-GP, o expediente do dia 21/08/2014 está SUSPENSO com a consequente suspensão dos prazos processuais, das audiências e do atendimento ao público em todos os órgãos do Poder Judiciário do Estado do Pará, sem prejuízo do Plantão Judicial, dos serviços essenciais e do atendimento das medidas urgentes, afim de que os magistrados e servidores que desejam prestar uma última homenagem ao falecido Desembargador possam comparecer ao velório que ocorrerá no Salão Nobre do Plenário do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, nesta.

Os prazos que porventura devam iniciar-se ou complementar-se nos dias referidos no artigo anterior ficam automaticamente prorrogados para o dia útil subsequente.

Fica ajustado o horário de funcionamento do Poder Judiciário do Estado do Pará para fins da Resolução 13/2009-GP (Plantão Judiciário), alterada pela Resolução 022/2009-GP das 11 as 17 horas.

Belém 21 de agosto de 2014.

Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo