Morte do modelo paraense em Goiânia pode estar ligada a torneio de pôquer, diz amigo de vítima

A morte de Saulo Pereira da Silva, registrada no último sábado (19) em Goiânia, pode ter ligação com um torneio de pôquer. É o que relatos de amigos da vítima apontam. O modelo, que tinha 26 anos e morava no Pará, teria vindo a Goiânia para participar do evento.

De acordo com um amigo de Saulo, que não quis se identificar, ele teria vindo para Goiânia há 10 dias. Para participar do torneio que aconteceu entre os dias 12 e 13 de outubro, a vítima ficou em segundo lugar, e recebeu como premiação R$ 20 mil. Valor pago em cheque. O mesmo amigo afirmou que, no dia do torneio, um dos jogadores teria se revoltado durante a partida. “Quase quebrou tudo lá dentro”, afirmou.

___________ CONTINUE LENDO DEPOIS DA PUBLICIDADE ___________

 Premiação do torneio de cartas

Por ter recebido o valor do prêmio em cheque, Saulo, então, permaneceu na cidade para aguardar a compensação da ordem de pagamento, o que aconteceu na sexta-feira (18). Durante esse período, ele ficou hospedado na casa de um amigo de infância. Enquanto esperava, Saulo teria ligado para um amigo no Pará, para comunicar que já estava com o dinheiro da premiação.

Ainda de acordo com a testemunha, o rapaz teria retornado para a mesma casa de jogos no dia 18 de outubro, de onde saiu acompanhado de uma pessoa desconhecida. Depois disso ele não foi mais visto.

Mensagens de celular

Na madrugada do dia 19, Saulo teria trocado mensagens com um amigo da cidade natal por volta das 6 horas da manhã. De acordo com esse amigo, a última mensagem foi recebida às 6:18h.

A Polícia Civil (PC) de Goiânia afirmou que o inquérito foi aberto e que estão sendo levantadas informações sobre o caso. O delegado responsável pelo inquérito.

___________ CONTINUE LENDO DEPOIS DA PUBLICIDADE ___________

Relembre o caso

O corpo de Saulo foi encontrado dentro de um carro que estava parado na Alameda Inan, no Setor Parque Acalanto, em Goiânia, na noite do último sábado (19). Segundo relatos de moradores ao Mais Goiás, por volta das 18h eles ligaram para a Polícia Militar (PM) pelo 190, mas nenhuma viatura da corporação foi ao local.

Como já passava das 22 horas e nenhuma viatura da PM apareceu, as pessoas resolveram acionar a Guarda Civil Municipal de Goiânia (GCM). Cerca de 20 minutos depois, equipes da GCM chegaram e encontraram o rapaz morto, aparentemente por disparo de arma de fogo, conforme a ocorrência registrada.

A vítima

Saulo tinha 26 anos e era natural de Redenção, no Pará. De acordo com amigos ele tinha vontade de se mudar para Goiânia. A premiação do torneio de cartas seria utilizada para ajudá-lo na mudança. Na cidade natal, ele trabalhava como segurança. Além disso, foi eleito o Mister Redenção no ano de 2015 e Mister Pará em 2016. De acordo com amigos, o sonho dele era trabalhar como modelo na capital goiana.

Com informações do Mais Goiás

SEM COMENTÁRIO