Notícia

MPF recomenda aumento da segurança após novas ameaças a indígenas e a servidores públicos no sudeste do Pará

Intimidações vêm ocorrendo desde 2022 e ficaram ainda mais graves esta semana

O Ministério Público Federal (MPF) enviou recomendação nesta sexta-feira (17) ao secretário Nacional de Segurança Pública para que seja ampliada a segurança na região de Novo Repartimento, no sudeste do Pará.

Segundo informações encaminhadas ao MPF, na quarta-feira servidores públicos que atendem os indígenas Parakanã foram intimidados por homens encapuzados. Os indígenas também têm sido abordados dessa mesma forma, registra o MPF.

Ameaças, atentados e tocaias contra esses povos originários vêm ocorrendo desde 2022, quando foram encontrados mortos três não indígenas na Terra Indígena Parakanã, conforme aponta o órgão ministerial, destacando que o poder público não tomou medidas para evitar a violência.

Medidas recomendadas – O MPF recomendou o aumento do efetivo da Força Nacional de Segurança Pública na região de Novo Repartimento, em quantidade condizente com as ameaças enfrentadas.

Além disso, o órgão recomendou a fixação de base temporária na rodovia Transamazônica, no Posto de Apoio Taxaokoakwera, até que o risco de conflito seja debelado.

Sobre recomendações – Recomendações são instrumentos do Ministério Público que servem para alertar agentes públicos sobre a necessidade de providências para resolver uma situação irregular ou que possa levar a alguma irregularidade.

O não acatamento infundado de uma recomendação ou a insuficiência dos fundamentos apresentados para não acatá-la total ou parcialmente pode levar o Ministério Público a adotar medidas judiciais cabíveis.

Íntegra da recomendação

Ministério Público Federal no Pará

Assessoria de Comunicação

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo