Brasil & Mundo

Mula de R$ 300 mil está entre seis animais mortos por asfixia no TO

Falha em ar-condicionado provocou a morte dos animais.
Criador transportava mulas e jumentos de São Paulo ao Pará.

Seis mulas e jumentos morrem asfixiados em Talismã (Foto: Divulgação/Defesa Civil)
Seis mulas e jumentos morrem asfixiados em Talismã (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

Seis mulas e jumentos morreram asfixiados, na noite desta quinta-feira (11), em Talismã, na divisa entre Tocantins e Goiás, enquanto eram carregados em um caminhão adaptado para transporte de carga viva. Segundo o coordenador da Defesa Civil do município, que atendeu à ocorrência, João Carlos Lopes, houve falha no aparelho de refrigeração e os seis animais não resistiram. Apenas um sobreviveu.

s animais, da espécie asininos e muares, eram de propriedade de Robson Luiz Ribeiro Andrade, um dos responsáveis pela Estância Sankara, no município de Votorantim (SP). Os animais, usados muitas vezes em exposições, estavam entre os animais mais caros do país. Segundo Andrade só o valor de uma mula que morreu chegava a R$ 300 mil.

Os animais estavam sendo transportados para Xinguara (PA). No caminho, ao perceber pelo monitor que alguns haviam deitado, o dono parou o caminhão para averiguar a condição deles e verificou que alguns estavam agonizando. O fato aconteceu em frente ao Posto Fiscal de Talismã.

Os animais estavam sendo carregados neste caminhão adaptado para transporte de carga viva (Foto: Divulgação/Defesa Civil)
Os animais estavam sendo carregados neste caminhão adaptado para transporte de carga viva
(Foto: Divulgação/Defesa Civil)

A Polícia Militar foi comunicada e acionou a Defesa Civil do município. Sete homens foram enviados para tentar reanimar os animais. “Nós jogamos água, aplicamos morfina, tentamos reanimá-los de várias formas e mesmo assim cinco animais morreram no local”, disse o coordenador da Defesa Civil. Segundo ele, os outros dois animais foram conduzidos para a Fazenda Recanto, localizada em Talismã. Na madrugada desta quinta-feira (12), o sexto animal não resistiu. Apenas um sobreviveu e retornou com o dono para São Paulo. Os animais mortos foram enterrados em uma vala no antigo aterro sanitário da cidade. (Jesana de Jesus Do G1 TO – Pesquisa Roserval Ramos).

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo