NotíciasPolíticaSaúde

Na contra mão do planeta, prefeitura de Canaã desvaloriza profissional da saúde por causa de política

Enfermeiro se declarou pré-candidato a vereador no grupo de oposição a atual administração e sofreu retaliação.

Em tempos de Coronavírus, os profissionais da saúde recebem aplausos e homenagens por todo o mundo, um dos principais motivos, é por estarem na linha de frente no combate e tratamento as vítimas da Covid-19. Redes sociais, aeroportos, rádio e TV e até o mais simples cidadão tem valorizado a coragem e dedicação de tais profissionais, menos a prefeitura de Canaã dos Carajás, que acaba de demitir um profissional da saúde que há mais de 10 anos serve o município com muita presteza e dedicação. O motivo de sua demissão é o que mais chama a atenção.

Neicson Giaconetti se declarou pré-candidato em um vídeo publicado por ele em suas redes sociais, apesar de já ter feito várias outras publicações de cunho político em suas redes, esta foi diferente, o enfermeiro do povo como é conhecido, estava ladeado do pré-candidato a prefeito Jean Carlos (PODEMOS) e o pré-candidato a vice, Gesiel Ribeiro (PL) – oposição à candidata apoiada pelo atual prefeito Jeová Andrade (MDB).

No vídeo que durou menos de trinta segundos, o profissional se apresenta e informa de sua pretensão política, apresenta também os pré-candidatos a prefeito e vice que está apoiando – No vídeo não há críticas a atual gestão ou qualquer outra conduta que pudesse ter gerado qualquer tipo de crise no governo, a não ser, claro, sua decisão de não fazer mais parte do grupo que apoiou duas vezes.

Pelos corredores do Hospital Municipal Daniel Gonçalves o assunto estava em alta. Surpresos, colegas que não quiseram ser identificados por medo de também sofrerem represálias lamentaram a demissão de Giaconetti, para eles o momento é delicado demais para não priorizar vidas. “Parece que Neicson conhece cada paciente aqui pelo nome, as pessoas se sentiam muito acolhidas por ele, embora não reconheça, o município perde muito com a saída desse profissional, principalmente neste momento”. Lamentou um colega.

“Ignorar o profissionalismo e dedicação de alguém por posição política é o maior tiro no pé que um gestor pode cometer. Se ele tivesse sido demitido por falha em sua prestação de serviço, talvez ficássemos calados, mas por sua posição política que nunca interferiu em seu trabalho não dá”. Disse outro.

Algumas pessoas também escreveram nas redes sociais do enfermeiro indignadas com a falta de sensibilidade do governo municipal. Na opinião delas, esse posicionamento truculento e irresponsável do prefeito é inaceitável. “Nunca precisamos tanto dos profissionais da saúde, assim como nunca reconhecemos tanto sua importância, tem uma guerra ai fora e são eles que estão lutando por nós, talvez fosse hora de falarmos em aumento de salário, bonificação e outros meios de recompensa-los, mas ao invés disso estão demitindo por posição política. Vergonhoso”. Opinou um internauta.

Vale lembrar que na semana passada, a câmara municipal aprovou durante sessão ordinária a contratação por parte da secretaria de saúde de 14 técnicos de enfermagem e 20 enfermeiros, afim de reforçar o time de profissionais que estão sobrecarregados com o excesso de atendimentos na cidade que já soma um total de 54 casos positivos de Coronavírus.

Nossos correspondentes em Canaã dos Carajás tentou falar com o enfermeiro, mas ele preferiu não se pronunciar a respeito, segundo ele, como de costume, fará uma live em seu Facebook, onde responderá questionamentos e tirará todas as dúvidas sobre o acontecido.

Da Redação

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar