Polícia

Nota da Polícia Federal a Imprensa

Por Roserval Ramos e Pedro Rodriguez

DEL. PF Leonardo Araújo de Almeida (superintendente da policia federal de redenção)
DEL. PF Leonardo Araújo de Almeida (superintendente da policia federal de redenção)

Na data de 02/06/2014, por volta de 14:30 horas, equipe de Policiais Federais abordou o veículo Nissan Frontier, cor preta, placa NVR-3059, na BR 155,após o Posto da PRF, neste município de Redenção/PA,, o qual era conduzido pelo nacional J. L. S. J., 38 anos, empresário e pecuarista em São Felix do Xingu/PA, encontrando em seu interior 05 (cinco) sacos plásticos de 20 kg, cada qual contendo centenas de pequenos saquinhos brancos do produto intitulado “METURON 60 WP”, Pó da china totalizando 100 (cem) kg do produto. Em sua companhia encontrava-se o nacional C. C. D., 41 anos, pecuarista de em São Felix do Xingu/PA.
Conduzidos a Delegacia de polícia Federal em Redenção/PA, foram procedidas averiguações sobre a legalidade de tais produtos, constatando-se que os mesmos NÃO possuem REGISTRO no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA, sendo, portanto, de comércio, produção, importação ou utilização proibidas no Brasil, conforme consultas realizadas.
Foram apreendidos 100 (cem) kg de agrotóxico contrabandeado, denominado METURON 60 WP, de origem chinesa, mas vendido no Paraguai.

Redenção/PA, 03/06/2014. Comunicação Social da DPF/RDO/PA

Entenda os riscos do produto.

Produto apreendido
Produto apreendido

O produto aprendido pela Polícia Federal, na operação comandada pelo DEL. PF Leonardo Araújo de Almeida (Superintendente da Polícia Federal de Redenção), tem venda proibida no Brasil, por oferecer grande risco á saúde e ao meio ambiente. O produto poderia ser utilizado na lavoura e na pecuária como pesticidas ou praguicidas, que combatem insetos em geral, fungicidas (que atingem os fungos) e herbicidas (que matam as plantas daninhas).

Segundo informações da PF, o produto apreendido é usado para ser jogado de avião na mata, para depois ser queimada e se transformar em pastagens, usado dessa maneira pode matar pássaros, peixes e animais.

Já foi comprovado por engenheiros agrônomos, que qualquer agrotóxico, quando manuseado de maneira errada, pode ser prejudicial, tanto para a saúde dos agricultores e consumidores, que podem ser intoxicados, quanto para o solo e rios, por causa da contaminação. O produto contrabandeado oferece risco maior ainda pelo fato de não ter sido pesquisado nem testado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo