Educação

NOTA DE ESCLARECIMENTO SINTEPP

A Coordenação Estadual do Sintepp vem público esclarecer as denúncias formalizadas na Delegacia de Xinguara e publicadas no site ORM News na tarde de ontem (17) sobre a acusação de apropriação indébita e falsificação de documento público envolvendo coordenadores e ex-coordenadores da Subsede.

Em junho do ano passado a Comissão de Ética do Sintepp apresentou relatório no Conselho Estadual de Representantes (CER), instância deliberativa da entidade, expondo o resultado dos trabalhos de averiguação e concluindo que não houve desvio de recursos do sindicato por parte de Janisley de Siqueira Barsanulfo e Dawson Luiz Scarparo.

É perceptível que existe uma disputa política acirrada no município, que se acentuou na última greve ocorrida no 1º semestre deste ano. O coordenador Raimundo Marinaldo Rodrigues esteve publicamente, e contraditoriamente a favor do prefeito Osvaldo Assunção (PMDB) e tais denúncias encaminhadas por este senhor refletem mais uma tentativa de represália à organização do movimento sindical em Xinguara.

A postura antiética e enganadora de José Marinaldo provocou o pedido de afastamento e desfiliação, organizado e aprovado pela base da categoria em três assembleias gerais, deste e de outros servidores que assumiam cargos comissionados no governo, mas que frequentavam as atividades sindicais com o intuito de favorecer as ilegalidades promovidas pelo prefeito, entre estes estava o próprio Secretário de Educação, protagonista de ameaças e agressões físicas aos dirigentes sindicais.

Fica nítido, portanto ao Sintepp que a ação deliberada de José Marinaldo se caracteriza como uma tentativa desesperada de ajuste de contas com Janisley, Dawson e demais apoiadores da Subsede, uma vez que foi comprovado que o mesmo repassava informações internas do Comando de Greve para o governo, prejudicando deste modo toda a organização sindical no município e impedindo os trabalhadores de garantirem a defesa de seus direitos, ora violados pelo governo.

Os níveis de perseguição e tentativa de desarticulação do Sintepp em Xinguara são tão elevados que o prefeito Osvaldo já antecipou que não liberará nenhum servidor para a participação no XXI Congresso Estadual do Sintepp que ocorrerá no final de novembro em Belém, usando da autoridade que acredita que tal cargo lhe confere para mais uma vez ferir o direito constitucional de organização dos trabalhadores.

O Sintepp esclarece ainda que existem contradições pontuais entre os depoimentos apresentados pelo ex-coordenador de Finanças, José Ferreira de Souza Filho, para a Comissão de Ética do sindicato no ano passado e o prestado na delegacia do município após a formalização da denúncia de José Marinaldo.

No CER em que a Comissão de Ética do sindicato apresentou os relatórios foram ainda advertidos os coordenadores envolvidos e feito o pedido de ressarcimento. Por isso o Sintepp antecipa que em conformidade as deliberações de seus fóruns internos encaminhará para a justiça o pedido de cobrança para os coordenadores que comprovadamente desviaram recursos da entidade.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo