O advogado Otaviano Caldas, titular do Cartório Extrajudicial, de Novo Repartimento, foi assassinado

A família do advogado Otaviano Aparecido Ferreira Caldas, titular do Cartório Extrajudicial de Novo Repartimento, viveu momentos de terror na madrugada desta quinta-feira (1). Os assassinos invadiram a propriedade rural do advogado, que fica distante da sede do município cerca de 3.500 metros e renderam os funcionários e familiares do cartorário e trancaram todos em um banheiro, menos Otaviano que foi levado pelos bandidos em sua caminhonete, uma Pick-up Ford Ranger, placa QEB 8986. Otaviano era o idealizador do Projeto, “Cidade Projetada em Novo Repartimento”.

Segundo uma fonte segura, os bandidos fugiram BR 230, sentido a cidade de Marabá, o carro do advogado foi encontrado pela Polícia, ainda durante a madrugada na vicinal 49, a uns 10 KM da cidade. O corpo de Otaviano Caldas, foi encontrado por volta de 6 horas da manhã de hoje na vicinal 45, também nas proximidades de Novo Repartimento, a cerca de 6 KM da sede do município. Comentam na mídia e redes sociais que, Otaviano teria sido sequestrado, mas não houve nenhum pedido de resgate, por isso a Polícia procura um linha para a investigação do crime.

Nas primeiras informação, dão conta de que Otaviano foi morto com tiros na cabeça, o corpo foi encaminhado para o IML – Instituto Médico Legal de Tucuruí, onde passou por exame de necropsia, para ser liberado para a família proceder com o velório e sepultamento.

Otaviano Caldas antes de assumir o Cartório de Novo Repartimento, há uns oitos anos aproximadamente, atuou como advogado na cidade de Xinguara por muitos anos, onde era bastante conhecido e construiu grandes amizades.

Em menos de um ano, Otaviano Costa é o 2º dono de cartório morto no Pará:

O presidente da Associação Nacional dos Notários e Registradores (Anoreg), seção Pará, Adhemar Pereira Torres, falou por telefone com o Blog do João Carlos e lamentou a morte do companheiro de profissão e amigo de muitos anos. Adhemar Pereira Torres é proprietário de Cartório do Único Oficio de Xinguara, com muita tristeza e bastante abalado Adhemar falou sobre o acontecido, “Recebe a notícia da trágica morte de Otaviano Caldas nas primeiras horas da manhã, quando seguia de Xinguara para Belém, não é mais possível conviver com tanta violência que, tem assolado a região e o Estado do Pará. Outro tabelião foi assassinado no sul do Pará recentemente, Izaulino Pereira dos Santos Júnior, dono do cartório de Redenção, foi executado em sua propriedade rural próximo à cidade, no dia 24 de junho de 2017”, disse Torres.

O presidente da Anoreg disse que, “a entidade irá exigir a apuração rigorosa desse crime bárbaro, com punição exemplar para todos os envolvidos na morte de Caldas. E informou que, nas próximas horas, a Anoreg emitirá nota para se manifestar de forma oficial sobre o fato”, afirmou o tabelião.

O advogado Cicero Salles, presidente da OAB Xinguara falou a este site e disse que, “a Ordem dos Advogados do Brasil, lamenta profundamente a forma trágica que, Otaviano Caldas foi morto, na qualidade de presidente da OAB Xinguara vou exigir das autoridades que mais este crime não fique impune, que os culpados sejam presos e recebam condenação na medida de sua ofensa. O cidadão não aguenta mais tanta violência e tamanha incapacidade estatal de proteger as pessoas” afirmou Salles.

Nossa redação foi informada pelo advogado Jordelino Rosalves, amigo da família de Otaviano, que o corpo vai ser trasladado para Xinguara, onde será velado pelos familiares e amigos.

Com informação do Blog do João Carlos

SEM COMENTÁRIO