O corpo do fazendeiro Jesus Batista será sepultado no Estado de Goiás

Jesus Batista ao lado de sua esposa

O corpo do fazendeiro Jesus Batista, que foi assassinado na última quinta (23), quando chegava à sede de sua fazenda no município de Água Azul do Norte, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da Cidade de Marabá, onde passou por exame de necropsia. Após liberação do IML, o corpo de Jesus Batista foi preparado um uma funerária lá mesmo em Marabá, o corpo foi trasladado de avião para a Cidade de Água Azul do Norte, onde passou a noite de sexta para sábado sendo velado, recebendo as últimas homenagens de centenas de amigos. Por volta de 07:20h deste sábado o corpo de Jesus Batista seguiu para a Cidade de Goianésia no Estado de Goiás, sua terra natal, onde o velório segue pelos seus familiares o sepultamento deverá acontecer na manhã do domingo 26.

Segundo informações repassadas pelo delegado José Orimaldo, que está auxiliando nas investigações juntamente ao delegado Fábio Aguiar, que, preside o inquérito, Jesus Batista estava voltando de outra fazenda de sua propriedade que fica no município de São Félix do Xingu, em companhia de outro fazendeiro que havia comprado uma quantidade de gado da vitima, os dois estava indo para a fazenda onde ocorreu o crime, para completar a quantidade do gado.

O delegado disse que os fazendeiros estavam cada um em uma caminhonete e que estavam alternando na abertura das porteiras, segundo o fazendeiro que acompanhava a vitima, foi informado por Jesus Batista, que havia uma ponte danificada e por esse motivo ele ia à frente para guia-lo, logo após a ponte havia mais uma porteira, por consequência do destino Jesus Batista, ficou com a porteira que não seria sua vez de abrir, onde aconteceu o crime. O fazendeiro em seu depoimento disse que ao escutar os tiros, procurou meio de se retirar do local, mas afirmou não ter visto ninguém, apesar de não estar muito longe da caminhonete de Jesus.

A vitima havia ligado para sua esposa avisando que estava com visita e estava chegando para o almoço, mas foi assassinado antes de chegar em casa. O comprador de gado que vinha logo atrás, ao ver o que tinha acontecido, voltou rapidamente sentido a Cidade de Água Azul, ao chegar ao Frigorífico Frígol, avisou aos filhos do fazendeiro, que moram em São Félix do Xingu, que o pai deles tinha sido alvejado por tiros. A notícia rapidamente se espalhou por toda região. Uma unidade móvel do SAMU foi acionada para socorrer a vitima, mas ao chegar o homem já estava sem vida, foi ai que a polícia entrou em ação e se dirigiu para o local do crime acompanhado de um carro funerário para fazer a remoção do corpo, e assim começar as investigações. O delegado José Orimaldo disse que a polícia está ouvindo os familiares do fazendeiro e testemunhas. De acordo com a polícia, nenhuma linha de investigação será descartada, mas que a principal linha abordada é que foi crime de encomenda, José Orimaldo disse que a Polícia Civil as primeiras investigações já aponta um suspeito, mas que seu nome não será divulgado para não atrapalhar o trabalho de investigação. Afirmou

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA