OAB Xinguara realiza com sucesso entrega do I Premio Frei Henri de Direitos Humanos

Na última sexta-feira, 13, de abril, a OAB Xinguara, através de sua Comissão de Direitos Humanos realizou a cerimônia de premiação dos homenageados com o Prêmio Frei Henri de Direitos Humanos. Cerca de 300 pessoas de várias localidade da região, do Brasil e até de outros país prestigiaram o eventos.

Foto: Divulgação OAB Xinguara

Além da premiação, foi promovido um painel que debateu a sentença condenatória da Corte Interamericana de Direitos Humanos em desfavor do Estado Brasil no caso de trabalho escravo praticado pela Fazenda Brasil Verde. A mesa foi coordenada pelo Conselheiro Federal da OAB, pelo Estado do Tocantins, Adilar Daltoé e, os debates teve como personagens a Subprocuradora da República, Ela Viecko, a Procuradora Federal, Tatiane de Noronha Versiane, o padre e professor da UFRJ Ricardo Rezende e o coordenador da campanha nacional da CPT contra o trabalho escravo, frei Xavier Plassat. Esta vitória perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos foi uma das últimas batalhas do frei Henri aqui no Brasil.

Foto: Divulgação OAB Xinguara

Logo em seguida foi feita a cerimônia de premiação dos homenageados, que se destacaram na defesa dos direitos humanos, não pela importância de seus personagens e sim pelas suas ações e trabalho realizado. Os premiados foram a Ouvidora do Conselho de Segurança do Estado do Pará, Anna Cláudia Lins, o Juiz do Trabalho da 8ª Região, Jonatas Andrade e o fundador do Movimento Humanos Direitos (MHuD) e professor da UFRJ, padre Ricardo Rezende.

Foto: Divulgação OAB Xinguara

A premiação foi cercada de profunda emoção, com vários depoimentos de representantes de movimentos sociais, da Ordem Dominicana, estudantis e familiares do frei Henri deram testemunho de sua luta em prol dos povos carecedores de direitos. Vários atores globais enviaram mensagens de vídeo, retransmitida em telão, parabenizando a OAB Xinguara por esta iniciativa de manter vivo o nome do frei Henri. O presidente da OAB Xinguara, Cícero Sales e o vice-presidente da OAB/PA, Jader Khawage destacaram o trabalho do frei Henri e que este prêmio nada mais era que uma simples homenagem a sua luta e que ela sirva de exemplo para outras pessoas com o mesmo sentimento de justiça.

Ascom OAB Xinguara

SEM COMENTÁRIO