JustiçaNotíciasPolícia

Operação conjunta faz varredura em penitenciária do Pará

O objetivo da Operação é a apreensão de armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos ou proibidos, para diminuir a tensão entre os detentos

O Comando Militar do Norte realiza, nesta quinta-feira (27), uma minuciosa inspeção nos pavilhões 4 e 5 do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I (CRPP I), no município de Santa Izabel do Pará, nordeste do estado. A operação conjunta no Pará envolve a Polícia Militar do Pará, Polícia Civil e Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe). O objetivo da Operação é a apreensão de armas, aparelhos de telefonia móvel, drogas e outros materiais ilícitos ou proibidos, para diminuir a tensão entre os detentos e reduzir as fragilidades do sistema prisional brasileiro.

A “Operação Varredura” vem sendo realizada em vários estados, no contexto do decreto presidencial janeiro de 2017, que autoriza o emprego das Forças Armadas para a garantia da lei e da ordem no sistema penitenciário brasileiro. A operação segue o protocolo já aplicado em intervenções similares realizadas em outros estados. Uma das premissas é de que as tropas do Exército não tenham contato com os presos. Para isso, a entrada da tropa é antecedida pela ação da PM e de agentes prisionais, que retiram os detentos dos ambientes onde será feita a inspeção e os mantêm sob vigilância até a saída do Exército com o material apreendido.

No CRPP I, a contenção dos cerca de 500 presos dos pavilhões 4 e 5 será feita por policiais do Comando de Missões Especiais, que farão a primeira incursão, para abrir eclusas e celas, com apoio de agentes da Susipe na revista individual. Os detentos serão levados para o solário, onde permanecerão até o término da varredura executada pelas tropas do Exército. Para essa inspeção, os militares usarão os mesmos recursos utilizados em operações feitas na Copa do Mundo e nas Olimpíadas, como detectores de metais, scanners e cães farejadores.

A expectativa da Susipe é que a Operação Varredura transcorra com tranquilidade. Qualquer objeto apreendido será entregue ao Sistema Integrado de Segurança Púbica do Pará ao final da operação.

G1/PA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo