Brasil & Mundo

PA-279 é martírio para motoristas que dependem da Rodovia

P5311680Trafegar pela rodovia estadual PA-279, no trecho entre os municípios de Água Azul do Norte e Xinguara, no sul do Pará, tem sido um martírio para motoristas e moradores que utilizam a via diariamente. Há mais de quatro anos sem passar por uma reforma, a rodovia estadual já causou inúmeros prejuízos a empresas e vários acidentes graves já foram registrados no perímetro, por conta da buraqueira e lama, sobretudo no período chuvoso.

O empresário Weliton dos Anjos, que possui três carretas que fazem transportes de hortifrútis e materiais de construção até Anápolis, em Goiás, já perdeu as contas de quanto já amargou em prejuízos de produtos, sem contar na compra de acessórios para os caminhões, que quebram frequentemente devido às péssimas condições da rodovia.

Cratera provocou acidente na PA 279
Cratera provocou acidente na PA 279

Para o comerciante Antônio Araújo, que mora no município de Xinguara e precisa passar pela rodovia todos os dias, não tem sido fácil. Haja atenção redobrada para evitar acidentes e paciência. “Estamos esquecidos aqui nesta parte do sul do Pará, o Governo do Estado não olha para a gente faz tempo”, reclama o comerciante.

Só no início deste ano, vários acidentes envolvendo vítimas fatais foram registrados neste perímetro da PA-279 (Água Azul do Norte e Xinguara). “Não aguentamos mais tantas mortes aqui, tem sido uma tortura para gente”, protesta outra moradora. Em maio deste ano, devido às fortes chuvas, uma cratera se abriu neste trecho, engolindo quase a metade da pista. Um motorista que passava pelo local na hora do ocorrido caiu no buraco e por pouco não morreu. (Xinguara Ativa)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo