Polícia

Pai mata filho de 9 meses com tiro de espingarda

Em um trabalho minucioso de investigação a Equipe Caveira da Policia Civil comandada pelo Delegado Lenildo Mendes da Depol de São Félix do Xingu, no Sul do Pará, prendeu na manhã desta sexta-feira 13, o indivíduo Diones de Lima Saraiva, por ter assassinado a tiros o seu próprio filho, Diones Henrique Saraiva Medeiros, de 9 meses de idade, com um tiro de espingarda.

O crime ocorreu no dia primeiro desde mês, por volta das três horas da madrugada, quando o acusado chegou a sua residência, alcoolizado, travando uma acirrada discussão com sua companheira, Katiane Sousa Medeiros, ocasionando uma tragédia. Durante a discussão, Diones pegou sua arma de fogo, uma espingarda calibre 20, e efetuou um disparo. O projétil acertou a criança que estava dormindo no berço. Ela não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

A tragédia ocorreu na Fazenda Alto Bonita na vila Caboclo na região do Iriri, a cerca de 250 km da sede de São Felix do Xingu. Tendo em vista a distância, os envolvidos tentaram ocultar o fato, velando a criança e fazendo o sepultando em um cemitério na própria Vila Caboclo. Logo após o sepultamento da criança, Diones e sua companheira Katiane foram residir na cidade de São Félix do Xingu. Mas não ficaram impunes não. O delegado Lenildo Mendes após ter conhecimento do fato passou a diligenciar ouvindo pessoas da comunidade, o que acabou culminando com a prisão preventiva do pai da criança, que foi encaminhado para a cadeia de São Félix do Xingu, onde se encontra à disposição da justiça.

A arma utilizada no crime, que o acusado havia jogado dentro de em poço de aproximadamente onze metros de profundidade, foi encontrada. Uma equipe do IML de Marabá que havia sido solicitada pelo Delegado Lenildo, e chegou a São Félix onde exumou o cadáver da criança e levou para Marabá para exames de necropsia e DNA.

O crime chocou a população de São Felix do Xingu. O assassino deverá ser transferido com a maior brevidade possível devido à fúria dos moradores da cidade. (Paulo Francis – Fonte: Edmar Brito).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo