Esporte

Paraense de 79 anos é o plano da CBF para manter grupo de Del Nero no poder

Globo Esporte

Por Martín Fernandez

Cel. Antônio Carlos Nunes, presidente da Federação Paraense de Futebol
Cel. Antônio Carlos Nunes, presidente da Federação Paraense de Futebol

Antônio Carlos Nunes, de 79 anos, conhecido como Coronel Nunes, é o provável candidato da CBF à eleição para a vaga de vice-presidente da entidade, que está vaga desde 27 de maio, quando José Maria Marin foi preso em Zurique. A manobra da CBF é clara: eleger um vice mais velho do que Delfim de Pádua Peixoto, de 74 anos. O estatuto da confederação prevê que, em caso de renúncia do presidente, assume “o vice mais idoso”.

Em caso de licença temporária, como a que Marco Polo Del Nero tirou nesta semana, o presidente pode escolher quem o sucede. Del Nero escolheu o deputado federal Marcos Vicente (PP-ES). Se garantir um vice mais velho do que Delfim para sucedê-lo, aí sim Marco Polo Del Nero poderá renunciar de vez.

Tudo o que a cúpula da CBF não quer é permitir que Delfim de Pádua Peixoto assuma a presidência. O catarinense transformou-se num inimigo declarado de Del Nero e é um dos entusiastas da criação da Primeira Liga (que reúne times da região Sul, de Minas Gerais e do Rio).

Os aliados de Marco Polo Del Nero nem escondem a intenção da manobra. Francisco Cezário, presidente da Federação do Mato Grosso do Sul, declarou.

Eu entendo que a candidatura do Coronel Nunes representa todo o segmento de um processo nascido de uma família que perdura até hoje. (A idade) pode ser um fator que venha a pesar. Ninguém está fazendo nada para prejudicar o Delfim, mas ele está criando uma situação complicada.

Esta será a primeira eleição da CBF com 67 eleitores: as 27 federações estaduais e os 40 clubes das Séries A e B. Pela primeira vez, portanto, os clubes terão mais votos do que as federações. Segundo o blog apurou, a Primeira Liga lançará um candidato à vice. Mas ele não será mais velho do que Delfim de Pádua Peixoto, que é o preferido dos clubes associados à Liga para assumir a presidência da CBF.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo