Esporte

Paysandu abre 2 a 0, e Remo chega ao empate no primeiro jogo da final

Por Belém

Equipe bicolor marca com Augusto Recife e Yago Pikachu. Pelo Leão, Eduardo Ramos e Val Barreto igualam o placar. Decisão fica para o segundo jogo, no dia 28.

zzzzzzzzzzzzzzzzCheio de emoção, como manda o figurino quando o assunto é clássico entre Remo e Paysandu. Os bi-colores chegaram a abrir vantagem de dois gols, mas os azulinos foram valentes e conseguiram o empate. O placar final de 2 a 2 acabou justo pelo desempenho dos times, e adiou para o segundo jogo a decisão da Taça Estado do Pará. O registro negativo ficou por conta do público abaixo do esperado – cerca de 6 mil pagantes – no Estádio Olímpico do Pará nesta quinta-feira, dia 22.

O Paysandu segue com a vantagem do empate por conta da melhor campanha na fase classificatória. Ao Remo, qualquer vitória simples garante o título antecipado do Parazão, já que o Leão venceu o primeiro turno justamente em cima do maior rival. O próximo confronto acontece no próximo dia 28 de maio, no mesmo local.

Partida movimentada nos dois tempos

A partida começou quente. Antes do primeiro minuto, Bruninho cometeu falta forte no jogador adversário e, mesmo merecendo cartão, foi apenas advertido verbalmente. Era apenas o começo da pressão azulina, que adiantou a marcação e foi ao ataque, explorando a velocidade de Alex Ruan, Thiago Potiguar e Rony, este sempre se movimentando bastante. A equipe também criou boas oportunidades no jogo aéreo, mas encontrou a defesa bicolor bem postada, principalmente, com Charles, presente em quase todas as bolas.

Porém, com exceção da zaga, o Paysandu parecia perdido, criava pouco e os jogadores aparentavam nervosismo. Até que a estrela de Lima brilhou. O atacante fez boa jogada e cruzou na área, o endereço era a cabeça Marcos Paraná, mas Alex Ruan colocou a mão na bola e Dewson Fernando Freitas assinalou a penalidade máxima, convertida pelo volante Augusto Recife: 1 a 0 Paysandu.

Atrás no placar, o Remo manteve o mesmo empenho e postura ofensiva até o segundo gol bicolor, que saiu em uma jogada ensaiada. João Paulo, ao invés de cobrar a falta, tocou em Pikachu e ele aumentou a vantagem. O resultado favorável relaxou os bicolores e o Leão aproveitou para diminuir com Eduardo Ramos aproveitando lance individual de Rony: 2 a 1.

No retorno para o segundo tempo, o ritmo da partida deu uma quebrada, mas as duas equipes continuaram buscando o ataque, com ligeira vantagem para o Remo. Por outro lado, o duelo ganhou em lances violentos, desde o revide de alguns atletas até carrinhos fortes. Dewson teve que intervir e chamou atenção de ambos os times com rigidez.

A partida voltou a ficar emocionante aos 15 minutos, quando o Remo igualou o placar de pênalti. Foi quando o Paysandu tentou acordar e partiu para cima em busca do terceiro gol, mas o que se via era o desgaste dos jogadores no gramado. (G1 Pará)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo