NotíciasPolícia

PF e Gefron apreendem 150 kg de cocaína e ex-delegado da PJC/MT é preso após ser baleado

O ex-delegado da Polícia Civil de Mato Grosso, Arnaldo Agostinho Sottani
O ex-delegado da Polícia Civil de Mato Grosso, Arnaldo Agostinho Sottani

Uma operação conjunta da Polícia Federal e o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), com apoio da Polícia Civil, Ciopaer e Polícia Rodoviária Federal, resultou hoje (26) na prisão de quatro pessoas e na apreensão de cerca de 150 kg de cocaína, uma aeronave, um caminhão e um veículo de passeio. A ação policial ocorreu em General Carneiro (MT), município a 450 km da capital.

Policiais federais e agentes do Gefron deslocaram-se até uma região de mata com a informação que no lugar funcionava uma pista clandestina e que ali estaria uma aeronave carregada de cocaína. Ao chegarem ao local, à equipe deparou-se com os quatro suspeitos e a aeronave.

Na abordagem, houve enfrentamento e o piloto foi ferido. O suspeito é ex-delegado, demitido da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso. No momento recebe cuidados médicos em um hospital local.

Os três outros homens foram presos em flagrante e encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Barra do Garças (MT).

Suspeito baleado
Suspeito baleado

Segundo informações o suspeito teria jogado o avião contra policiais federais e do Gefron. O ex-delegado da Polícia Civil de Mato Grosso, Arnaldo Agostinho Sottani, foi preso acusado pelo crime de tráfico de drogas. Ele portava os 150 quilos de cocaína.

Informações preliminares apontam que o ex-delegado estava numa aeronave usada a serviço do tráfico. Segundo o Gefron, assim que percebeu a presença de policiais, o piloto da aeronave direcionou o avião em direção a eles e foi iniciada uma troca de tiros. No tiroteio, o ex-delegado quem pilotava da aeronave acabou sendo baleado e encaminhado a um hospital na região.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar