HomicídioPolícia Militar

PM é executado ao atender ocorrência de violência doméstica

Policial foi atender denúncia de violência doméstica em Parauapebas e foi alvejado na cabeça por um tiro de espingarda

A Polícia do sudeste do Pará está à procura de um homem, acusado de matar a tiros de espingarda, um policial militar neste final de semana, em Parauapebas, município da região de Carajás. O policial foi assassinado, ao ir atender uma ocorrência de violência doméstica no município.

Segundo informações, o sargento da Polícia Militar Emerson Charles dos Santos Rocha, de 50 anos, foi morto a tiro no final da madrugada desta segunda-feira (13) durante uma ocorrência de violência doméstica.

O policial e seu parceiro foram surpreendidos pelo acusado, identificado como Elielson Moreira Santos, que conseguiu fugir e está sendo procurado pela polícia.

Segundo as primeiras informações, o sargento, que era lotado no 23º Batalhão da Polícia Militar (23ºBPM) e seu parceiro, soldado Deodato, foram atender uma ocorrência de violência doméstica, por volta de 4h, no Bairro Parque das Nações, no Complexo VS 10.

Chegando à residência, o suspeito do homicídio saiu para a rua. Neste momento o sargento Charles foi atrás dele, quando foi atingido por um disparo de espingarda calibre 28.

Elielson Moreira Santos acusado de cometer o crime está sendo procurado pela Polícia |Reprodução

No momento que o soldado Deodato estava tentando prestar socorro ao parceiro, o criminoso aproveitou para fugir. Em resposta à tragédia, a Polícia Militar do Pará mobilizou esforços, estabelecendo barreiras policiais em todo o sudeste paraense. As buscas pelo assassino incluem patrulhas nas matas e principais saídas da Capital do Minério, demonstrando a determinação das autoridades em capturar o responsável por esse ato covarde.

O luto se estende ao Vigésimo Terceiro Batalhão, onde o sargento Charles dos Santos Rocha era lotado.

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Elielson Moreira Santos, pode entrar em contato pelo telefone 190. O anonimato é garantido.

Fonte: DOL CARAJÁS

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo