Polícia

Polícia Civil realiza operação em DETRANs e CFCs no Pará

Por Roserval Ramos

Fotos: Roserval Ramos

Delegado Gabriel Henrique
Delegado Gabriel Henrique

Uma operação de fiscalização a DETRANs e Autoescolas “CFCs” da região sul do Pará, denominada por “GALEZIA”, foi desencadeada pela Polícia Civil na manhã dessa quinta-feira, 20 de agosto. A operação que contou com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público, teve o comando do delegado Gabriel Henrique, da Superintendência do Alto Xingu, cerca de 20 policiais participaram da operação.

A operação foi realizada no mesmo horário em vários municípios, Redenção, Conceição do Araguaia, Santana do Araguaia, Rio Maria, Xinguara, Ourilândia do Norte, Tucumã, São Félix do Xingu, Parauapebas, Paragominas e a Capital do Estado, Belém, foram alvo da fiscalização. Além dos municípios paraenses, a operação se estendeu até o município de Pedro Afonso no Estado do Tocantins.

Material apreendido
Material apreendido

A finalidade da ação é combater irregularidades na emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Durante a operação foram apreendidos vários documentos, computadores, veículos de autoescola, dinheiro e cheques.

O delegado Gabriel Henrique falou em entrevista que, “A operação GALEZIA, que nada mais significa FRAUDE, cumpriu 45 mandado de busca e apreensão, a GALEZIA, tem a finalidade de prender pessoas que veem se associando ao crime de vendas e transferência de jurisdição de carteira de habilitação”.

“O inquérito policial foi instaurado para apurar as irregularidades e está sobre a presidência do delegado Tiago Bellini, de Redenção, eu tenho certeza que com a ajuda do Ministério Público essa operação será realizada em outras fazes, em relação ao DETRAN de Xinguara vai continuar fechado sem prazo determinado para reabrir, precisamos ouvir o senhor Gesiel de Paula, diretor do DETRAN de Xinguara, mas ele não foi encontrado nem na residência dele e nem na sede do DETRAN, dentre os 26 mandado de prisão temporária, um é para o senhor Gesiel, mas ele se encontra foragido”. Afirmou o delegado Superintendente Gabriel Henrique.

Quem falou com a imprensa também foi o Promotor de Justiça de Xinguara, Ramon Furtado, “Estamos acompanhando as investigações desde o inicio, tem inquérito tombado, os requerimentos foram deferidos pelo Juiz, estamos acompanhando as diligencias a Promotoria já vinha fazendo uma investigação, por tanto foi pedido mais dois Promotores para acompanhar os trabalhos, agora estamos confiantes que as fraudes venham diminuir, vamos continuar trabalhando, pois a condição de irregularidade não pode se perpetuar, com demos uma resposta positiva para a sociedade”. Disse Ramon Furtado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo