Polícia

Polícia Militar prende homens passando notas falsas em Xinguara

Momento em que a Polícia revistava o carro
Momento em que a Polícia revistava o carro

Uma guarnição da Polícia Militar de Xinguara sob o comando do SGT/PM Filho, prendeu nessa manhã de sábado (25), três homens acusados de estarem passando notas falsas no comercio local de Xinguara. As denuncias chegou até o 17º BPM, através de alguns comerciantes que receberam notas falsas em seus estabelecimentos.

O sargento Filho falou com nossa equipe e disse que as informações que chegou até ao Batalhão, era de que havia quatro homens em um carro tipo CITROEN, de cor prata, placa MWV-4016, de Colinas do Tocantins, de posse das informações a Polícia Militar passou a fazer diligencias em busca do tal carro e informas as cidades vizinhas, na possibilidade dos acusados não estar mais em Xinguara. Não demorou muito para localizar o veiculo na Rua Tapajós, no centro comercial de Xinguara, no momento da abordagem três homens foram detidos dentro do carro, para o sargento Filho o quarto homem citado na denuncia, provavelmente estaria em algum estabelecimento tentando aplicar o golpe, mas não foi localizado.

Dinheiro aprendido com os acusados
Dinheiro aprendido com os acusados

Na entrevista o comandante Filho falou que no momento em que abordaram os elementos, varias pessoas começaram a chegar com notas que foram passadas pelos acusados e possivelmente seriam falsas. O carro e os três homens foram conduzidos para o quartel, e passou por uma revista minuciosa, onde foram encontrados vários objetos de pequeno valor, como: desodorante, água mineral, red bull, creme dental, material escolar, dentre outros objetos que ele compravam e davam uma nota de cem reais falsa e recebia o troco em dinheiro verdadeiro, “quando o comerciante vem perceber que se trata de nota falsa, eles já estão longe e nada pode ser feito, mas conseguimos lograr êxito e colocar esses meliantes atrás das grades”. Disse o policial Filho.

Objetos aprendidos com os acusados e apresentados na DEPOL
Objetos aprendidos com os acusados e apresentados na DEPOL

Alguns produtos eram oriundos de outros municípios, o material escolar era da cidade de Rio Maria que fica cerca de 25 quilômetro de Xinguara, a proprietária da loja onde esse material foi comprado foi informada pela Polícia e confirmou que está com uma nota de cem reais falsa, após receber as características dos elementos presos, a proprietária da loja disse que pode ter sido eles que que passaram.

Guarnição responsável pela prisão dos suspeitos (Foto: Edmar Brito)
Guarnição responsável pela prisão dos suspeitos (Foto: Edmar Brito)

O sargento que comandou a operação, quando perguntado se esses elementos podem ter ligação com as ocorrências que vem acontecendo nas agencias bancarias da região, onde contas são movimentadas sem a autorização de seus titulares, respondeu, “Olha pessoas que praticam o crime de estelionato, são capazes de cometer qualquer tipo de crime, até mesmo sequestro, a Polícia não descarta nem uma possibilidade, eles foram apresentados na delegacia de Polícia Civil e o delegado de plantão Dr. José Rodrigues Taborda vai tomar as providencias cabíveis, como instaurar o inquérito policial e fazer uma investigação para saber se as identidades apresentadas pelos acusados são verdadeiras”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo