Policia monta mega operação para prender autores de chacina na colônia estiva

Casal vitimado

IMG-20150217-WA0127Os seis corpos das vítimas da chacina ocorrida na madrugada de terça-feira (17/02), na colônia Estiva, localizada no município de Conceição do Araguaia, na divisa com Redenção, estão sendo periciadas no Instituto Médico Legal (IML) de Marabá. O laudo deverá ficar concluído em 30 dias.

LUTO

O prefeito de Redenção, Vanderlei Coimbra, onde as vítimas residiam, trabalhava e estudava, decretou três dias de luto municipal, pois as crianças eram estudantes da rede municipal de ensino. Devido o luto municipal, as aulas da rede municipal somente iniciar-se-ão na segunda-feira (23/02).

CRIME
Segundo informações, dois elementos, que residem no assentamento, contratados pelo antigo assentado, que detinham o direito da terra pelo Incra, e posteriormente retirados da área pela ausência no local, e doada à família de Washington Muniz, foram até ao barraco, amarram toda a família e a conduziu para à margem do rio Estiva, e lá mataram todos usando foices. Os assassinos ainda cortaram as gargantas e as barrigas das vítimas, depois as jogaram dentro do rio. Segundo a polícia, Oziel Moura é suspeito de ser o mandante do crime.

DENÚNCIA
Segundo informações, na madrugada do crime, vizinhos ouviram conversa em tom alto, mas imaginaram que seriam briga de casal. Pela manhã, os vizinhos foram até o barraco e lá não encontraram ninguém, então rumaram para a margem do rio, e lá viram um dos corpos na margem, e avisaram à polícia.

BUSCA
O Corpo de Bombeiros de Redenção foi acionado e durante todo o dia de terça-feira conseguiram retirar os seis corpos de dentro do rio.

CAÇADA

Um grande aparato policial foi montado para prender os acusados da chacina. O helicóptero Guardião 05 da Polícia Militar está sendo usado nas buscas aos acusados. A Polícia Militar e Civil estão na área investigando e vasculhando toda a mata com o objetivo de prender os dois criminosos. Os acusados de mandar matar a família também estão sendo procurados.

No assentamento a Polícia Civil prendeu um elemento de apelido Cabeça, que detinha duas foices sujas de sangue em seu barraco.

Segundo o Tenente Coronel Oliveira, toda a Polícia Militar, de Conceição do Araguaia a São Félix do Xingu, e até do vizinho estado do Tocantins, está empenhada nas buscas para prender os suspeitos. (Fonte: Otavio Araújo)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA