Polícia

Policiais são suspeitos de assalto em garimpo de Itaituba, no Pará

Assaltantes usavam coturnos e coletes no dia do crime, 12.
Investigações trabalham ainda com hipótese de tentativa de homicídio.

Após roubar ouro de garimpo, bando fugiu de avião. (Foto: Reprodução/ TV Tapajós)
Após roubar ouro de garimpo, bando fugiu de
avião. (Foto: Reprodução/ TV Tapajós)

Policiais podem ter envolvimento no assalto que ocorreu na quinta-feira (12) no garimpo Crepurizinho, no município de Itaituba, oeste do Pará, segundo informações repassadas ao G1 nesta sexta-feira (20) pelo delegado que coordena as investigações sobre o caso, Lucivelton Ferreira.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Jacareacanga, a suspeita surgiu após a informação de que os assaltantes usavam coturnos e coletes. “Sabemos que os suspeitos estavam usando botas, tipo coturno. Isso faz a gente acreditar que podem ser até policiais. pelo menos dois deles podem ser policiais”, afirmou o delegado.

Segundo o policial, uma equipe de investigadores já fez o levantamento das informações no local do crime e funcionários da mineradora prestaram depoimentos, mas ressaltou que as pistas ainda são insuficientes.

Outra novidade do caso é que a polícia adotou uma nova linha de investigação, a de que o crime pode ter sido tentativa de homicídio. “Estamos trabalhando como se fosse tentativa de homicídio por causa da forma que os suspeitos agiram. E sabemos que o Ney [dono mineradora] sofreu uma tentativa de homicídio ano retrasado, quando o ex-sócio dele efetuou 23 tiros na caminhonete dele. Não foi atingido porque o carro era blindado”, explicou o delegado.

Compras de supermercado
Ainda de acordo com o delegado, antes do crime os suspeitos teriam ficado acampados por 3 ou 4 dias em uma área próxima à pista que dá acesso ao garimpo. No local, foram encontrados um barraco e diversas sacolas de compras de supermercado, que podem servir de pistas para a identificação dos suspeitos.

“Eles compraram mantimentos, como biscoito e hortaliças, em um mercado de Itaituba. Então  estamos fazendo um levantamentos dos locais e tentando identificar pelas sacolas para ouvir prossícveis testemunhas que poderão nos ajudar a identificar o bando”, diz.

Entenda o caso
No último dia 12, um grupo de quatro homens armados roubou  a sede de um pequeno garimpo na localidade de Cripurizinho, em Itaituba, sudoeste do Pará. Uma das vítimas do assalto foi o empresário matogrossense Waldinei Mauro de Souza, dono da mineradora Salomão.

De acordo com a polícia, os bandidos chegaram em uma caminhonete para assaltar o local assim que um avião pousou. Depois de render o prorietário, piloto e um passageiro a quadrilha teria conseguido roubar cerca de 1 kg de ouro do escritório da empresa.

Um dos passageiros, que seria parente do piloto do avião, foi baleado durante o assalto. A vítima, identificada como Sancler da Luz, de 35 anos, foi encaminhada para o hospital municipal de Santarém, oeste do Pará.

Segundo a polícia do Pará, o piloto foi sequestrado pelos assaltantes e obrigado a levar o grupo até o aeroporto de Jacareacanga, distante 355 km de Itaituba. Após libertarem o piloto, os bandidos fugiram na mata. (G1/PA – Pesquisa Roserval Ramos).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo