População de Xinguara reclama da falta de Defensor Público na Comarca

Defensora Pública Juliana Andrea Oliveira, a última a responder pela Comarca de Xinguara (Foto: Arquivo da redação)

A Comarca de Xinguara, que há cerca de quinze dias não conta com atendimento da defensoria pública, foi uma das cidades prejudicadas com os cortes do órgão.

Quem procura o órgão em Xinguara, que tem suas instalações no Fórum, já não pode contar com atendimento desde o último dia 15, data em que a Defensora Pública, Juliana Andrea Oliveira, foi transferida para a cidade de Marabá, cuja designação já foi publicada no Diário Oficial.

Nossa reportagem falou com o Defensor Público, Valderci Dias Simão, que responde pela defensoria como coordenador da Regional do Araguaia tendo ele confirmado que a Defensora, Juliana Andrea teria sido designada para a cidade de Marabá.

Segundo Simão, até o momento não tem outro defensor para preencher o cargo que ficará sem atendimento por tempo indeterminado em Xinguara, “temos um pedido junto a Defensoria Pública Estadual, encaminhada ao diretor do interior, Daniel Augusto Lobo, porém não temos respostas”, disse.

Diante das cobranças da população, Simão disse que estará remetendo aos responsáveis outro pedido para tentar acelerar a designação de um defensor para Xinguara por se tratar de uma Comarca que não pode ficar desprovida de Defensor Público.

Segundo informações, com a falta de orçamento, a Defensoria Pública encontra-se com dificuldade de manter profissionais nas comarcas do interior tendo, portanto, que fazer mudanças que afetam diretamente.

Os casos que se encontram em andamentos, para não terem prejuízos nos julgamentos, terão defesa jurídica feitas por advogados nomeados pelo juiz da comarca.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA