Notícias

Preocupado com comercio local vereador pede suspensão da cobrança de alvarás em Xinguara

Através de um vídeo, o vereador Roberto da Yamaha (PSB), atual vice-presidente da Câmara Municipal de Xinguara, usou suas redes sociais na quarta-feira (22), para informar à população que enviou um ofício ao prefeito municipal Osvaldinho Assunção, pedindo a suspensão da cobrança dos alvarás municipais. Os alvarás são documentos que da regularidade aos estabelecimentos comerciais da cidade, para que estes possam funcionar normalmente.

O vereador Roberto da Yamaha entende que a pandemia do novo Coronavírus que tomou conta do mundo desde o mês de março deste ano, tem causado irreparáveis perdas, tanto humana como material para humanidade no mundo inteiro e os brasileiros tem sentido o impacto na própria pele. “Estamos vivendo um delicado momento em nosso país e no meu entendimento esse é o momento de ajudar aqueles que mais precisam, deixando as questões politicas”, afirmou o vereador.

Roberto considera que durante todo o período da pandemia os comerciantes e prestadores de serviços estiveram impedidos de funcionar e, com isso o faturamento diminuiu em mais de 80%.

“Entendo que é justo isentar os estabelecimentos comerciais como uma forma de incentivo à retomada das atividades em Xinguara e espero que o prefeito e aos meus pares também compartilhe desse meu pensamento”, disse Roberto da Yamaha a nossa reportagem.

Durante a fala do vereador Roberto da Yamaha, ele propôs ainda que, além da suspensão da cobrança dos alvarás municipais, a prefeitura poderá ressarcir aqueles empreendedores que já pagaram os documentos ou até mesmo usar o pagamento já efetuado em alvarás futuros.

Roberto disse que o projeto é importante, e seria muito interessante que a prefeitura de Xinguara saísse na frente, sendo a primeira a garantir que as empresas xinguarenses retomem suas atividades e voltem a gerar emprego e renda na cidade.

Segundo Roberto, tudo isso pode ser feito sem ser preciso passar pela Câmara Municipal. O prefeito poderá isentar através de decreto a suspenção dos alvarás, em função da excepcionalidade do momento, “mas a Câmara Municipal, assim que retornar com às Sessões no agosto, com certeza estará pronta para dar respaldo a medida que ira beneficiará todos os empreendedores de Xinguara”, finalizou o vereador.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar