NotíciasPolícia

PRF divulga balanço das estradas federais do Pará na Semana Santa

Operação da PRF foi realizada entre os dias 13 e 16 de abril. Número de acidentes diminuiu em relação a 2016, mas número de mortes e de infrações notificadas aumentou.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta segunda-feira (17) o balanço de ocorrências registradas durante a Durante a Operação Semana Santa, realizada entre os dias 13 e 16 de abril nas rodovias federais do Pará.

Segundo a PRF, foram registrados 19 acidentes de trânsito que deixaram 19 feridos e 3 mortos. No mesmo período do ano de 2016, haviam sido registrados 24 acidentes, com 21 feridos e 2 mortos. Dos 19 acidentes registrados, 10 ocorreram na rodovia BR-316, sendo 6 deles entre os quilômetros 0 e 20.

Infrações

Foram registradas 2.101 infrações de trânsito, sendo 450 delas por excesso de velocidade registradas no radar portátil. Irregularidades na documentação e nos equipamentos obrigatórios resultaram na retenção de 37 veículos.

Os agentes apreenderam 32 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) por estarem vencidas há mais de 30 dias ou apresentarem suspeitas de falsificação. O teste do etilômetro flagrou 30 condutores dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, sendo que 06 deles foram presos por apresentarem nível de alcoolemia acima de 0,30 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

As principais infrações registradas foram a velocidade acima do limite permitido, ultrapassagem em local proibido, transitar pelo acostamento, condutor ou passageiro de motocicleta sem capacete de segurança, passageiro de automóvel sem cinto de segurança.

Um traficante de drogas foi preso durante a operação, portando 134 gramas de cocaína e uma motocicleta roubada. Também foram apreendidos 33 m³ de madeira que eram transportados ilegalmente. Uma criança de 8 anos, portadora de necessidades especiais, foi resgatada após ter sido deixada sozinha dentro de um micro-ônibus.

Acidentes

Ainda segundo a PRF, a falta de atenção dos condutores foi a causa presumível de 9 acidentes do total. Outras causas foram a desobediência à sinalização (2 acidentes), dormir na direção (2), velocidade incompatível (1), falta de distância de segurança com o veículo da frente (1), ingestão de álcool (1), defeito mecânico (1), defeito na via (1) e restrição de visibilidade (1).

Os acidentes fatais registrados no período ocorreram nas rodovias BR-316 e BR-163. O primeiro ocorreu no início da manhã de quinta-feira (13) no quilômetro 68 da BR-316, em Castanhal, no nordeste do Pará.

O condutor de uma caminhonete perdeu o controle do veículo, saiu para o acostamento e, ao tentar retornar para a faixa de rolamento, atravessou a pista e colidiu com uma carreta que vinha no sentido contrário. Neuda Leandro da Silva, de 50 anos, estava no banco de trás do veículo e não resistiu à colisão. Uma criança de 11 anos que também estava no banco traseiro ficou gravemente ferida.

O segundo acidente ocorreu na madrugada de domingo (16), por volta de 3h no quilômetro 305 da BR-163, em Novo Progresso, no sudeste do Pará. Domingos da Conceição, de 24 anos, conduzia uma motocicleta que colidiu na traseira do caminhão que parou na rodovia por um problema mecânico e morreu no local.

Outro acidente ocorreu no início da manhã de domingo (16) entre os quilômetros 7 e 8 da BR-316, em Ananindeua, na Grande Belém. Adelilda Nascimento Rodrigues, de 60 anos, foi atropelada por uma caminhonete. O condutor se evadiu do local, mas foi localizado e detido.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo